Espectáculo recorda êxitos no palco do Muximangola

Manuel Albano
25 de Agosto, 2016

Fotografia: João Gomes

Os sucessos de mais de quatro décadas de carreira artística dos músicos Lulas da Paixão, Dom Caetano, Pedro Cabenha, Guilhermino e Augusto Chakaya são apresentados no domingo no programa “Roda do Semba”, a partir das 12h00, no complexo Muximangola, no bairro da Camama.

Enquadrado no programa “Em Defesa do Semba”, o espectáculo visa saudar o 28 de Agosto, dia do aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que se comemora no mesmo dia.
Os intérprete e compositor do semba são acompanhados pela banda Yetu, que vai interpretar alguns dos melhores sucessos em rumba, bolero e semba, que constam do seu primeiro disco “Rio Dande”.
A banda é composta pelos artistas Josué (teclas), Xalita (bateria), Benjamim (baixo), Cláudio (solo), Palucho (congas), Zé Luís (ritmo), Lolito (dikanza e voz) e Segura Show (voz).
Fiel Didi, responsável  da organização, disse que esses artistas merecem ver cada vez mais os seus feitos reconhecidos e de uma maior divulgação das suas obras, por forma ajudar a juventude a perceber à dimensão artística dos músicos da antiga geração e a história musical angolana.
O responsável disse que está a organizar um espectáculo interinamente dedicado ao semba, por ser um dos estilos que serviu de veículo para a transmissão de mensagens políticas aos combatentes nas matas, numa época difícil da história de Angola, em que indígenas os reclamava a sua auto determinação.
“Os artistas convidados são verdadeiros heróis no processo do resgate dos valores culturais e morais. Estamos a preparar condições para que o público maioritariamente dominado por adultos participem numa festa agradável”, disse Fiel Didi.
Apesar de essas duas figuras emblemáticas terem percursos de vida  artística diferentes, explicou Fiel Didi, não deixam de ser um dos “simbolismos” da cultura nacional, da música em geral e da preservação das raízes angolanas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA