Cultura

Fadista Camané distinguido em Itália

O fadista Camané, que actua hoje no Algarve com a Orquestra Clássica do Sul, foi distinguido com o Prémio Tenco, atribuído também aos italianos Vinicio Campossela e a Massimo Ranieri.

Este galardão, atribuído desde 1974 pelo Clube Tenco, em homenagem ao cantautor italiano Luigi Tenco (1939-1967), já distinguiu nomes como Leo Ferré, Jacques Brel, Charles Trenet, Joni Mitchell, Leonard Cohen, Patti Smith, Tom Waits, Caetano Veloso, Chico Buarque, e aos portugueses Sérgio Godinho, José Mário Branco e Dulces Pontes, entre outros. O prémio italiano é entregue a 20 de Outubro, na abertura
da Rassegna della Canzone d'Autore, no Teatro Ariston, em Sanremo, na costa noroeste de Itália. Ainda em Outubro, no dia 6, está previsto a edição do novo álbum de Camané, integralmente constituído por fados de Alfredo Marceneiro (1891-1982).
O CD “Camané canta Marceneiro” sucede a “Infinito Presente”, editado em Maio de 2015, e é o oitavo álbum de estúdio do criador de “Se ao menos houvesse um dia” e, tal como os anteriores, conta com produção, arranjos e direcção musical de José Mário Branco.

Tempo

Multimédia