Festa da Música com Yuri da Cunha


17 de Junho, 2014

Fotografia: Paulino Damião

A terceira edição da Festa da Música, um evento de recriação e lazer promovido pela Alliance Française de Luanda, realiza-se no próximo dia 21, na capital angolana, anunciou a directora cultural da instituição, Noémie Sido.

Em entrevista à Angop, Noémie Sido disse que esta edição se realizar na Praça Atlântica, na antiga Marginal de Luanda, com início às 17h00, num espaço público com acesso grátis, para corresponder ao espírito da iniciativa, que é uma festa pública, para recreação, lazer e outras actividades, como passear.
Este ano a festa vai contar com a participação de vários artistas angolanos, entre famosos, novos talentos e amadores, com destaque para a presença de Yuri da Cunha, Café Negro e os integrantes do projecto “Vozes de Angola”.
O espectáculo realiza-se com dois momentos distintos, sendo o primeiro a exibição de alguns números de capoeira e declamação, seguindo-se a parte musical propriamente dita.
A directora cultural da Alliance Française explicou que o concerto é de rua para encarnar o propósito da iniciativa e dar a oportunidade a todos de conviverem, sem distinção de classe nem de raça.
O espectáculo, que também se realiza em diversas outras cidades capitais do mundo, é uma iniciativa do Ministério da Cultura da França que, em 21 de Junho de 1980, decidiu oferecer uma “festa da música de rua”, em Paris, para promover algo de recriação e lazer grátis, de acesso a todos, evento que se foi internacionalizando até aos dias de hoje, sobretudo nos países onde existe acção cultural da Alliance Françaises.

Talento reconhecido

Noémie Sido elogiou o talento e potencialidade dos músicos angolanos, fruto da qualidade do trabalho que põem ao dispor do público, e reafirmou que Angola tem bons artistas e a música angolana continua a crescer, com Yuri da Cunha a ser um bom exemplo disso mesmo.
“É um músico que mostra o actual potencial de crescimento dos artistas angolanos da nova geração, assim como a sua força para se imporem no seu próprio mercado e no internacional”, afirmou.
A Alliance Françaises de Luanda  tem realizado várias actividades deste género e para dar melhor oportunidades para o surgimento de novos valores e talentos nas artes, particularmente os que têm dificuldades em encontrar espaços para se exibirem. A título de exemplo, referiu a expansão da música e dança kuduro, que tem mexido com o público de vários países.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA