Cultura

Festa do Jazz no Epic Sana

Angola junta-se e integra o mapa-mundo do jazz, pela quarta vez consecutiva, com a realização hoje, às 21h30, na Sala Angola do hotel Epic Sana, em Luanda, de um concerto do francês Nicolas Krassik e do brasileiro Gian Correa.

Angola já integra o mapa-mundo do Jazz
Fotografia: DR

Numa iniciativa da J.J.Jazz, o concerto, que visa comemorar o 30 de Abril, Dia Internacional do Jazz, tem igualmente a participação do pianista angolano João Oliveira, autor do disco “Kotonoka”, da cantora Bevy Jackson e do percussionista Dalú Roger.
A Festa do Jazz também inclui a presença do pianista e tecladista cabo-verdiano José Afonso e o saxofonista israelita Ilia Kushner, assim como de novas vozes muito interessantes, de acordo com o crítico e divulgador deste estilo musical no país Jerónimo Belo.
Em declarações ao Jornal de Angola, Jerónimo Belo disse que “nestes tempos de mudança e incerteza é indispensável reforçar o diálogo para a criação de novas pontes e de respeito e compreensão, e para uma cada vez maior tolerância e cooperação”. O jazz, sublinhou, está associado à luta pela liberdade e à abolição da escravatura. O divulgador disse que o pretexto para o encontro desta noite vai permitir “viver a beleza do jazz” e ouvir vozes e instrumentistas que fazem um esforço louvável para ampliar o reportório musical e enriquecer o seu património.
Esta noite, “espero que cada um de nós consiga acompanhar a arte e o jazz sem medos, ultrapassando a incapacidade de o perceber totalmente, num dado momento”. “É importante democratizar o jazz e a arte”, sublinhou.
O Dia Internacional do Jazz é celebrado a 30 de Abril. A data foi estabelecida pela Unesco e anunciada pelo pianista e embaixador da Boa Vontade daquela agência da ONU, Herbie Hancock. A comemoração começou em 2012 e tem como objectivo relembrar a importância deste género musical e o seu contributo para a promoção de diferentes culturas.

Tempo

Multimédia