Filipe Mukenga apela à formação

Arão Martins | Lubango
1 de Dezembro, 2015

Fotografia: Paulo Mulaza

O músico Filipe Mukenga defendeu ontem, no Lubango, a importância de escolas de música em todo o país, com o objectivo de formar talentos nesta área.

Em declarações ao Jornal de Angola, o músico disse que a necessidade surge para colmatar as constantes deslocações de músicos para a capital do país e ao exterior.
Filipe Mukenga, que falou à margem do espectáculo musical da Unitel, que decorreu no Estádio Nacional da Tundavala, frisou que a necessidade de escolas de diferentes níveis de ensino, permite que os habitantes de uma determinada província não se desloquem para outras à procura de conhecimentos artísticos.
O Ministério da Cultura, bem como as instituições privadas, devem ampliar os meios de aquisição de conhecimento no campo musical, disse Filipe Mukenga.
Sobre o espectáculo realizado no Lubango, Filipe Mukenga reconheceu qualidade ao evento. “Acho que a Unitel está de parabéns e deve continuar no caminho da realização de encontros do género para unir artistas, jovens e kotas, pois, deve haver maior interacção entre ambos.”
Filipe Mukenga considerou importante a passagem de testemunho, às novas gerações, através da realização de espectáculos,  por que, “nós, mais velhos, estamos a desaparecer, por isso, precisamos passar a nossa experiência e sabedoria aos jovens”.
Admitiu que esse exercício nem sempre tem sido feito como gostaria, tendo apelado às instituições públicas e privadas para que promovam acções do género. O músico, um intérprete da célebre canção “Humbiumbi”, da região Sul, sublinhou ter havido crescimento musical, ao longo dos 40 anos de Independência Nacional, embora tenha reconhecido que a formação deve incidir noutros campos, além da composição e interpretação musical.  Advougou ainda que, “precisamos de formar músicos nas mais diversas áreas e projectarmos o nosso trabalho a nível internacional”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA