Funeral do músico sem data marcada

Roque Silva |
18 de Maio, 2016

O funeral do músico Orlando Loy, falecido no domingo, em Luanda, vítima de atropelamento, ainda não tem data, nem local.

O sogro do músico, um dos destaques do concurso “Pé no Palco”, em 1989, disse ao Jornal de Angola que a família ainda está a tratar da documentação. Manuel Sebastião informou que a urna ainda não foi adquirida.
Orlando Loy morreu em consequência de um atropelamento no sábado, na Rua dos Comandos, a escassos metros do Marco Histórico do Cazenga, em Luanda. O cantor ainda foi socorrido e levado ao Hospital dos Cajueiros, onde recebeu os primeiros socorros. Depois foi transferido de emergência  para o Hospital Américo Boavida, onde acabou por sucumbir, aos 48 anos.
O músico apresentou o seu último disco, “Nga Vutuka”, em 2013, na Praça da Independência, e no Marco Histórico do Cazenga, em Luanda. O CD chegou ao mercado 17 anos depois de “Destino”.
O CD tem dez canções, quatro inéditas e seis com novos arranjos, cantadas em quimbundo e abordam o quotidiano. Os ritmos semba, rumba, kizomba e merengue dominam os géneros do CD, que tem a participação dos guitarristas da Banda Movimento Correia e Romão, Pedrito (banda Versáteis - viola baixo), Hugo Macedo (teclado) e Alex Samba (guitarra ritmo e solo).
Orlando Loy actuou nos conjuntos Dimba Ngola e nos Jovens do Prenda, na década de 80.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA