Gari Sinedima no palco da Trienal

Francisco Pedro |
6 de Fevereiro, 2016

A banda Bahia do Semba, formada na província do Namibe, e o cantor Gari Sinedima são as atracções do concerto de hoje, às 21h00, organizado pela III Trienal de Luanda, e que tem como palco o pátio do Palácio de Ferro, em Luanda.

Gari Sinedima, em voz e violão, vai ser acompanhado pelos instrumentistas Mário Garnacho (teclados), Eudísio Vainer (guitarra solo), Felix Yasel (guitarra baixo) e Ediene Costa (bateria). Os músicos vão interpretar temas do cancioneiro tradicional, além das mais conhecidas canções da Música Popular Angolana que vão fazer parte do alinhamento musical durante duas horas, sendo as entradas gratuitas.
O cantor, que começou nas lides artísticas como dançarino de kuduro, afirmou que as viagens efectuadas quer no interior quer no exterior contribuíram bastante para a formação do seu perfil artístico.
Adiantou que pretende investir arduamente na música, embora não tenha tido um legado familiar, mas acredita que o facto de frequentar coros religiosos, na Igreja Congregacional, “é crucial para a minha formação como cantor”.
Enquanto investigador musical, o seu trabalho incide mais sobre as canções, os hábitos e costumes da região sul, em particular as localidades limítrofes com a República da Namíbia, entre as províncias do Cuando Cubango, Cunene e Namibe, esta última onde nasceu. “É um dos poucos locais que mais me inspira do ponto de vista musical, sendo responsável pelo produto final e do tipo de músico que sou hoje”.
Projecto da Fundação Sindika Dokolo, a III Trienal de Luanda tem a parceria do Ministério da Cultura e do Governo Provincial de Luanda. A Endiama, Unitel e o Banco Atlântico apoiam a Trienal de Luanda, cujas actividades se prolongam até 30 de Novembro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA