Cultura

Guilou dá concerto repleto de nostalgia

Roque Silva

O cantor antilhano Guilou realizou, na noite de sábado, no hotel Epic Sana, em Luanda, um concerto repleto de nostalgia, no qual actuaram igualmente Euclides da Lomba e Yola Semedo, uma produção de Nelson David, inserido no projecto “Noites de Paris em Luanda”.

Cantor antilhano transportou a plateia para a década de 1980
Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

O concerto, com a duração de duas horas e meia decorreu na sala Angola, que se mostrou pequena para albergar as 200 pessoas, que pelo interesse em ver uma vez mais o artista antilhano, obrigaram a organização a abrir as portas de uma segunda sala.
O espectáculo teve início às 22h00 e Yola Semedo foi a primeira atracção da noite. A autora do álbum duplo “Sem Medo”, lançado este ano, foi  acompanhada pela banda Impactus 4, numa performance intimista. Interpretou seis canções, a última a pedido do público.
Euclides da Lomba surgiu de seguida e espalhou o seu “Jeito Atrevido”, “Desejo Malandro”, o perfume do “Caso de Amor e Ternura” e “Regressa”, numa  actuação interactiva e aplaudida, com gritos e assobios.
Também com o suporte instrumental irrepreensível da Banda Maravilha, assim como o artista “caimanero” que o antecedeu, fruto dos ensaios efectuados para o concerto, Guilou transportou a plateia para a década de 1980, com os êxitos, na maioria integrados no repertório do álbum “File du soleil”, lançado em 1988.
Ao seu jeito, muito sereno em palco, e pela quarta vez em Angola, o artista antilhado, que se tornou conhecido logo no seu primeiro álbum, interpretou os temas “Doudou Padoné”, “Jesus”, “Fille du Soleil” e “Vini Au Swela”, banhados por lindas melodias que se transformaram em músicas dançantes, para gáudio da plateia maioritariamente integrada por jovens da década de 1980.

Tempo

Multimédia