Cultura

Guitarrista Zé Keno vai a sepultar sexta-feira

O corpo de exímio guitarrista dos Jovens do Prenda Zé Keno, falecido na sexta-feira na África do Sul, vítima de doença, chega amanhã ao fim da tarde a Luanda, onde no mesmo dia vai ser velado no quartel RI20.

Guitarrista Zé Keno é sepultado sexta-feira em Luanda
Fotografia: Arquivo do autor |

De acordo com o director nacional de Acção Cultural do Ministério da Cultura, Carlos  Vieira Lopes, que prestou a informação ao Jornal de Angola, o funeral de Zé Keno realiza-se na sexta-feira, às 10h00, no cemitério da Santa Ana.
A morte do guitarrista deixa um vazio insuperável na classe artística, razão pela qual a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, destacou numa mensagem de condolências, o músico, como um guitarrista de mão cheia, que “imortalizou” o agrupamento Os Jovens do Prenda ao longo dos anos 70 e 80.
A governante disse que Zé Keno marcou uma época com a produção de grandes referências musicais no mercado da Música Popular Angolana, entre as quais se destacam “Patos fora”, “Filho doente”, “Pangue yami”, “ Pôr do sol”, “Hukeba”, “Mamã”, “Desespero” e “Nova cooperação”.
Sublinhou ainda que, ao longo dos anos de carreira, Zé Keno não só se destacou como líder dos Os Jovens do Prenda como também foi um transmissor e defensor da música angolana, procurando, desta forma, manter bem viva as raízes musicais angolanas com a passagem de conhecimentos às mais novas gerações.
Nascido em Malanje, a 15 de Dezembro de 1950, Zé Keno foi o principal protagonista da trajectória dos Jovens do Prenda que liderou com invulgar mestria durante quatro gerações, tendo iniciado, oficialmente, a sua carreira musical ao fundar o conjunto, em 1968, juntamente com Chico Montenegro, Didi da Mãe Preta, Tony do Fumo, Augusto Chacaya, tendo ainda como co-fundadores Kangongo, Mingo e Verry Inácio.
A direcção do MPLA enviou mensagem de condolências à família.

Tempo

Multimédia