Cultura

Histórias do zouk narradas em livro

A história do zouk e de alguns dos intervenientes vai ser apresentada em livro hoje, às 15h00, no pátio da Rádio Mais, na Urbanização Nova Vida, em Luanda, com “Gigantes do Zouk”, de Luís Paulo.

Fotografia: DR

O livro, resultante de uma pesquisa de anos, inclui referências a alguns dos principais nomes deste género e aos maiores factos ligados ao zouk nos últimos 40 anos. Com 300 páginas, o livro singulariza ainda, entre vários assuntos, o impacto de Pierre-Edouard Décimus, no circuito artístico antilhano, a partir de 1975, a concepção do zouk e o surgimento dos Kassav.
Para o produtor musical e director do Centro Cultural de Guadalupe, Eddy Compper, o livro traz uma rigorosa análise sobre este movimento que é parte da história da música afro-caribenha. “É uma exposição inteiramente emotiva do legado do zouk, em especial para quem ama a música”, disse o autor do prefácio, que destacou ainda o facto de o autor ter reservado um capítulo para falar sobre o impacto e a influência deste estilo em África.
Segundo o representante da Casa do Zouk em França, Manuel Sousa, o livro, que tem uma tiragem inicial de mil exemplares, tem despertado a curiosidade dos amantes deste género musical, antes do lançamento, por ser uma narrativa histórica de um período (1979 - 2019) importante na divulgação deste estilo.
Natural de Luanda, Luís Paulo é jornalista e jurista. Trabalhou no Jornal de Angola e colaborou em várias rádios. É quadro do Ministério dos Transportes e fundador da Casa do Zouk em Angola.

Tempo

Multimédia