Cultura

Irmãos Almeida reconhecidos

Roque Silva |

Como um dos nomes da música angolana que marcaram as últimas décadas, os Irmãos Almeida são homenageados pelo músico Roxane no seu CD de estreia, “Hora certa”, que chega ao mercado em Setembro deste ano.

Cantor Roxane decidiu distinguir a dupla no seu disco por servirem de fonte de inspiração de vários artistas com temas como “Viola” e “Ngapa”
Fotografia: Edições Novembro

O músico, antigo vocalista da banda Evolution, informou, na quinta-feira, em Luanda, que escolheu o tema “Viola”, original dos Irmãos Almeida, para fazer a homenagem. “A inclusão do tema, uma composição de Beto de Almeida (em memória), é um tributo aos dois artistas, que muito contribuíram para a divulgação da música angolana.”
O cantor e guitarrista, com uma carreira de 14 anos, disse que decidiu homenagear os Irmãos Almeida por os considerar a fonte de inspiração de várias gerações de músicos, dentre os quais se inclui. Temas como “Morainha”, “Viola” e “Ngapa”, adiantou, são uma prova do contributo dos Irmãos Almeida para a música angolana. “A morte de Beto de Almeida é uma perda irreparável.”
No acto, o músico apresentou os dois temas promocionais do seu CD de estreia, “Dor de mãe” e “Forte sodadi”. O artista explicou ainda o processo de produção do disco, que contou com a participação de artistas internacionais. O acto de anúncio do CD contou com a presença de Miqueias Ramiro (teclas), Yasmane Santos (percussão), Wando Moreira (baixo), Toty Sa’Med (ritmo e solo) e Djanira Mercedes (coro).

Disco a solo


Actualmente, com um total de 12 dos 18 temas já gravados, o CD traz temas nos géneros semba, kizomba, zouk, balada, coladera e samba. Entre os seus temas, o destaque recai para “Dor de mãe”, uma balada, cuja letra conta a vida de uma sexagenária, viúva de um militar, que luta para dar uma educação condigna aos filhos.
“Forte sodadi” é a coladera do CD e fala de um jovem cuja vida é afectada devido à perda do desejo sexual. O objectivo do artista foi explorar as questões do quotidiano, que muitas vezes ganham contornos e afectam a vida de muitos. Quanto ao título, Roxane disse que escolheu “Hora certa”, por sentir que já estava preparado para lançar um CD a solo. Com 14 anos de carreira, o cantor acredita que atingiu a maturidade, depois de anos a actuar em concertos de bares.
O músico disse que realiza, em Julho, um concerto de apresentação do disco, com a presença confirmada de Paulo Flores, Banda Maravilha, Livongue e Selda.
Cantor, produtor e compositor, Roxane tem hoje uma média de 4 actuações por semana. O músico participa também no terceiro volume do projecto “100% angolano”, de Chico Viegas, com o tema “Dj não pare”.
A agenda deste mês do espaço Art’z Restaurant e Loundge, onde foi realizada a conferência de apresentação do CD, reserva ainda espectáculos nos dias 9 e 10, da cantora Isabel Silva, 14, da banda Nvula, 16 e 17, de Selda, 23 e 24, de Ndaka yo Wiñi, e 30, do pianista Paulo Oliveira. Nayela Silva é a atracção do concerto de hoje.

Tempo

Multimédia