Jacinto Tchipa quer academia artística


15 de Julho, 2014

Fotografia: Kindala Manuel

O músico e compositor Jacinto Tchipa disse à Angop, no Dondo, município de Cambambe, ser urgente a criação, no país, de uma academia artística, uma vez que Angola possui um conjunto de artistas com capacidade criativa de dimensão mundial.

Apesar dessas capacidades, salientou o músico, a falta de uma formação específica em artes limita a qualidade das suas obras, por apresentarem conteúdos musicais que necessitam de melhorias, tendo em conta que a produção actual resulta de um esforço individual dos artistas que necessitam de ser estimulados para a sua imposição no mercado artístico internacional.
Esta realidade tem estado, do seu ponto de vista, a contribuir para um surgimento reduzido dos artistas nacionais em vários eventos, pois precisa-se de domínio técnico, académico e científico para sustentar a iniciativa e criatividade dos artistas angolanos.
Jacinto Tchipa frisou que os artistas nacionais enfrentam ainda muitos problemas para se imporem no mercado e os que têm essa oportunidade fazem-no com esforço redobrado, pois muitos deles participam em actividades musicais e outras de forma gratuita, com a única finalidade de divulgar a sua imagem, na medida em que muitas vezes os estímulos atribuídos não compensam os custos de produção. A actividade artística nacional já atingiu níveis imensuráveis, salientou, com realce para a música dos mais variados géneros, incluindo o kuduro, que necessita de mais atenção, pelo facto de as letras que o caracterizam darem a possibilidade da introdução de conteúdos ofensivos e com palavras obscenas, por falta de controlo na sua elaboração, o que podia ser feito se houvesse uma academia onde se aprendesse a técnica do bem-fazer.
O autor de "Cartinha da Saudade" lembrou que a música é um elemento de rápida expansão, muitas vezes imitada, o que implica uma maior responsabilidade na sua produção. O mesmo sucede com o teatro, cinema e a dança, pelos temas apresentados e a maneira de estar em público, chamando a atenção para os cuidados a ter em conta e, dessa forma, promoverem-se as iniciativas do génio criador de forma ética e ordeira.
Natural da província do Huambo, Jacinto Tchipa é um músico que se notabilizou durante a década de 80, tendo-se sagrado vencedor, por duas vezes consecutivas (1986 e 1987), do Top dos Mais Queridos, numa promoção da Rádio Nacional de Angola (RNA).
Jacinto Tchipa nasceu em 1958, no município da Caála, e começou a sua carreira em 1973 e gravou o seu primeiro disco de vinil, intitulado “África", nos anos 80. Temas como “Maié Maíe", “Kumbi Lianda", “Sissi Olá", “Tchivale Tchivale" fazem parte do repertório musical do artista.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA