Jovens saúdam André Mingas

Mário Cohen |
26 de Setembro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

O contributo do cantor André Mingas à música popular angolana é recordado nos dias 2 e 3 de Outubro, às 21h00, no Royal Plaza Hotel, em Talatona, Luanda, durante a segunda temporada do “Show do Mês”.

O tributo é prestado por artistas da nova geração como Gabriel Tchiema, Kizua Gourgel, Konde Martins, Gessica Santos e Geri Sinedima.
Os espectáculos, denominados “Cantar André Mingas”, são uma iniciativa da promotora Nova Energia, que quer distinguir um dos ícones da canção popular urbana.
O porta-voz do espectáculo disse ao Jornal de Angola que cada músico vai interpretar quatro temas da autoria de André Mingas. “O objectivo é dar novas sonoridades aos temas conhecidos dos fãs do músico”, explicou Nelson Campos.
André Mingas notabilizou-se com temas como “É Luanda”, “Esperança”, “Marina”, “Tchipalepa”, “Mufete”, “Nudez” e “Tons de Azul”. Ao misturar ritmos angolanos com sonoridades do jazz e do rock, o cantor ainda continua a ser uma das principais referências da música angolana moderna. Nesta mistura de ritmos, o semba esteve sempre em destaque. Exemplo desta simbiose está no tema “Coisas da Vida”, editado em 1991 pela Valentim de Carvalho, que resultou de uma colaboração com vários músicos brasileiros de renome no mercado.
O seu primeiro CD, “Coisas da Vida”, gravado há 30 anos, é uma referência da música angolana moderna. A maioria das suas composições expressa o amor e valoriza a mulher angolana.
André Mingas nasceu em Luanda no dia 24 de Maio de 1950. Irmão de Rui Mingas, fez parte, a par dos músicos Filipe Mukenga e Waldemar Bastos, da geração de “ouro” de cantores de sucesso dos anos 80 do século XX.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA