Londres projecta uma nova sala de concertos


26 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Reuters

A Câmara Municipal de Londres estuda a possibilidade de construir uma nova grande sala de concertos para acolher a sua Orquestra Sinfónica, em substituição do Barbican Centre, actual sede do grupo.

O projecto, ainda em fase de estudo, recebeu o apoio tanto do presidente da Câmara da capital britânica, Boris Johnson, e do ministro das Finanças britânico, George Osborne.
A construção da nova sala podefazer com que o actual director da Filarmónica de Berlim, o britânico Simon Rattle, se estabeleça na Grã-Bretanhae assuma a Orquestra Sinfónica de Londres.Perante os rumores na imprensa britânica sobre as condições que teria colocado para essa mudança, Rattle comentou, em entrevista ao jornal “The Guardian”, que “aconteça o que acontecer, Londres merece uma sala de concertos tão boa como as suas orquestras”.
Em 2002, o director assumiu a titularidade da Filarmónica de Berlim após ter dirigido durante 18 anos a Orquestra Sinfónica de Birmingham no Symphony Hall, o melhor espaço de concertos de música clássica na Grã-Bretanha.
A nova sala de concertos de Londres ficaria na City, o centro financeiro da cidade, e ofereceria uma combinação de concertos clássicos com actividades educativas.
O ministro das Finanças afirmou ao “The Telegraph” que a nova sala atrairia “artistas de renome” e traria benefícios económicos e educacionais. “Londres está à frente dos valores culturais, mas queremos melhorar. Por isso trabalhamos com a Câmara Municipalnum plano económico a longo prazo para a cidade”, afirmou Osborne.
O presidente da Câmara Municipal de Londres destacou que tem conhecimento do pedido de Simon Rattle e de muitas outras personalidades do mundo da música que querem uma nova sala de concertos de nível mundial em Londres e sublinhou que “o estudo de viabilidade do projectopermite conhecer o potencial para se construir esse centro”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA