Luanda ganha novo espaço cultural

Roque Silva |
31 de Julho, 2016

Fotografia: Paulino Damião

A província de Luanda conta, desde sexta-feira, com um novo espaço cultural para promoção e divulgação das artes denominado “Bar Bar”, inaugurado no distrito urbano do Sambizanga.

A casa de cultura é uma oportunidade para os artistas das mais variadas modalidades apresentarem os seus trabalhos, com capacidade para acolher 100 pessoas. Dispõe de uma sala multifuncional, com palco para espectáculos de música, teatro e dança.
O “Bar Bar” tem também um espaço para a realização de exposições de artes plásticas, lançamento de livros, conferências de imprensa e reuniões. O espaço está aberto para qualquer artista apresentar os seus trabalhos e para tal os interessados devem fazer propostas à gestão, disse ao Jornal de Angola o responsável do “Bar Bar”, Miguel Lopes.
“Aguardamos pelos jovens criadores que não têm oportunidades para se exibir, eles podem contar com esse espaço no sentido de promoverem os seus trabalhos”, disse o responsável.
O “Bar Bar” tem ainda uma programação diversificada durante a semana, sem interrupção, sendo cada dia da semana dedicado para uma determinada modalidade artística. Às segundas-feiras está reservado para música com vários DJ, terças-feiras aberta para jazz e fado.
Às quartas-feiras abre para música africana e brasileira, dia seguinte para os ritmos latinos, como salsa e rumba, e às sextas-feiras dedicadas para música ao vivo, com concertos de Kelly Silva e convidados. Aos sábados tem como tema ritmos dos anos 80 e rock ao vivo, enquanto que aos domingos serve para o público que gosta de “karaoké”.
“Bar Bar”, de acordo com o responsável Miguel Lops, vai reciclar resíduos sólidos para diferentes utilidades, e tem uma componente para formação em hotelaria. A administradora do distrito urbano do Sambizanga considerou o espaço uma mais-valia por ser uma fonte de emprego e permitir que vários artistas desenvolvam o seu trabalho.
Iniciativas do género contribuem na diversificação da economia e no desenvolvimento do país, disse à imprensa Milca Caquesse, que apelou aos empreendedores a apostarem em projectos que ajudem a ­gerar empregos, promovendo as artes e a cultura angolana. Milca Caquesse afirmou que a direcção do distrito urbano do Sambizanga pretende continuar a apoiar projectos produtivos e capazes de contribuir para divulgar os usos e costumes de Angola e a resgatar a nossa identidade.
A inauguração da Casa de Cultura Bar Bar ficou marcada com a realização de um concerto no qual foi cabeça de cartaz o músico Kelly Silva e teve a participação de Puto Português, Nila Borja, Gari Sinedima, das Bandas Relâmpago e Som Cuba, e a animação com o DJ Mangalha Júnior. Os músicos interpretaram os seus maiores sucessos, enquanto o anfitrião viajou pelo repertório de artistas nacionais, entre os quais Euclides da Lomba, Sabino Henda e Irmãos Almeida.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA