Marito e Zé Keno merecem distinção


30 de Julho, 2014

Fotografia: Jo�o Gomes

Os guitarristas Marito, dos Kiezos, e Zé Keno, dos Jovens do Prenda, são homenageados no domingo no “Muzongué da Tradição” de Agosto, que se realiza em Luanda, no Centro Cultural e Recreativo Kilamba.

O gestor do espaço, Estêvão Costa, disse que a intenção é recordar criações dos dois guitarristas e fazer um programa que tenha como referência a música instrumental. No mesmo programa são igualmente homenageados os guitarristas Boto Trindade e Zé Mualeputo.
Marito notabilizou-se nos Kiezos nas décadas de 1960 e 1970 ao lado de Avôzinho, Kituxi e Juventino, apadrinhados por Pedro Bonzela Franco. Participou tendo na gravação de 14 singles e no LP “Rebita 74 e 75”. Com o agrupamento “Kiezos”, gravou sucessos como “Milhorró”, “Quem Não Faz Filho”, “Princesa Rita”, “Rumba 70”, “Muxima” e “Semba Popular”. Zé Keno foi uma das referências da música instrumental angolana no agrupamento Os Jovens do Prenda. O projecto cultural Musongué da Tradição é um programa que teve o seu início em Fevereiro de 2007 e visa a promoção, divulgação e valorização da música angolana produzida nos anos 1960/70 e 80. O agrupamento Jovens do Prenda e os artistas Zecax, Don Caetano e Proletário foram os primeiros convidados.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA