Matias Damásio o grande vencedor

Manuel Albano |
5 de Fevereiro, 2016

Fotografia: Dombele Bernardo

O músico Matias Damásio é o grande vencedor do Top Rádio Luanda 2015, ao obter a maioria dos votos do público nas categorias de melhor voz masculina e balada do ano.

O concurso, realizado quarta-feira, na Baía de Luanda, distinguiu ainda Yuri da Cunha pela melhor versão do ano, devido à sua adaptação da canção “Ka kinhento”, da autoria de Robertinho.
Os dois músicos estavam entre os favoritos dos ouvintes da Rádio Luanda, devido ao número de nomeações, quatro cada, das 19 categorias em disputa.
Outra revelação desta edição é o músico Kiaku kyadaff, que venceu a categoria de melhor kizomba do ano, com o tema “Kilamba”. O prémio de melhor semba do ano foi atribuído a Eddy Tussa, por “Pequenina”.
A melhor voz feminina deste ano, para os ouvintes, é a cantora Pérola e o prémio carreira foi para o conjunto Os Kiezos. O disco “Reencontros” deu o título de melhor produção discográfica do ano para Nelo de Carvalho.
O kudurista Dada 2 ficou com o troféu de kuduro do ano por “Tábua”. Os Kalibrados superaram a concorrência e venceram a categoria rap do ano, com “Lobongo”. A categoria gueto zouk foi conquistado por C4 Pedro e a de gospel do ano pela Irmã Nádia. A voz feminina revelação deste ano é a cantora Tamara Nzaji, enquanto a voz masculina é Landrick. O prémio de folclore do ano foi para Zé Mix, por “Cangila”, enquanto o músico Toto conquistou a categoria afro jazz do ano. O público escolheu o tema “Quadradinho”, de Baixinho Requintado, como o melhor afro house. DJ Darcy venceu a categoria videoclipe do ano, com o tema “Wawera”.
O prémio para o melhor show do ano foi atribuído a Prodígio, pelo espectáculo da produtora Mad Tapes, Show Piô, do projecto Show do Mês, Show da Virada, da LS Republicano, e o concerto de Paulo Flores, pela Casa da Música. Este ano a distinção foi para todos os concorrentes. A organização atribuiu ainda uma menção honrosa a agência STEP Models e aos DJ Chico Viegas e Mania, pelo conjunto de trabalhos produzidos ao longo do ano passado.
A organização convidou os músicos Derito, Selda, Paulo Matomina, Mestre Ndangui, Mago, Edy Tussa, Milson, W King, Matias Damásio e os Tunezas a actuarem na cerimónia deste ano, como uma forma de juntar duas gerações num único palco.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA