Ministra destaca qualidades do percussionista Antoninho


23 de Junho, 2014

Fotografia: Kindala Manuel

A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, destacou as qualidades e o papel do percussionista angolano Antoninho PC, falecido sexta-feira em Luanda, por doença.

Rosa Cruz e Silva realça em nota de condolências o papel e a intervenção do artista na preservação e divulgação da rítmica tradicional angolana através dos instrumentos tradicionais.
“Queremos que a nova geração dê prosseguimento às linhas mestras desta figura, que ontem soube beber dos seus ancestrais, pesquisando o que de tão rico existe no folclore angolano, juntando-se a isso a curiosidade e apetência de fazer cada vez mais e com a qualidade esperada”, lê-se no documento.
António Domingos de Oliveira foi o fundador, em 1958, do grupo Vagabundos do Ritmo, colectivo que o lança para o mercado artístico nacional, onde pontificavam também Kituxi, Artur da Cunha, José Miranda e Bibiano. A sua carreira atinge o auge a partir de 1980, ano em que passa a ser integrante do Agrupamento Kituxi e Seus Acompanhantes, como percussionista, na companhia de Kituxi, Inó Gonçalves, Manelito e Xico Açucareiro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA