Música country norte-americana distingue os melhores


15 de Novembro, 2014

Fotografia: Divulgação

 Miranda Lambert foi eleita ontem, em Nashville, pela Associação de Música Country dos EUA (CMA) a melhor intérprete daquele género musical.

A cantora venceu mais quatro prémios. O cantor Luke Bryan foi considerado a personalidade do ano. A cerimónia ficou marcada pela ausência de Taylor Swift.Miranda Lambert, 30 anos, teve nove nomeações. “Não sei o que dizer. É sempre uma alegria ser reconhecida”, disse a cantora ao receber o prémio, que vence há cinco anos consecutivos.
A cantora, natural do Texas, também ganhou o prémio CMA de álbum do ano, por “Platinum”, e de música do ano, com “Automatic”. Além disso, partilhou o prémio de participação musical do ano com a australiana Keith Urban, por “We were us”. Luke Bryan, 38 anos, conquistou o primeiro CMA após o sucesso do disco “Crash my party”, de 2013. “Há tempos que tentava para conquistar o prémio”, disse.
Blake Shelton, marido de Miranda Lambert, também conquistou o quinto prémio consecutivo de melhor vocalista do ano. A ausência de Taylor Swift, uma das antigas referências da música country nos EUA, deve-se à cantora ter abdicado deste género musial para se dedicar ao pop.
Dierks Bentley venceu o prémio de melhor vídeo musical por “Drunk on a Plane”. Florida Georgia Lina conquistou o título de melhor dueto e Little Big Town, a de melhor vocal em grupo.
Brett Eldredge, 28 anos, foi considerado o novo artista do ano. A cerimónia anual do CMA, que distingue também o prestígio, é das principais promoções da música country norte-americana. Os vencedores são escolhidos por seis mil membros da CMA.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA