Namibe escolhe candidato ao Variante

Manuel de Sousa | Namibe
20 de Setembro, 2014

O cantor Hilário Cacumba foi eleito ontem o representante do Namibe no Concurso de Música Popular (Variante).

Realizado no município da Bibala, o concurso integrou as festividades do Dia do Herói Nacional. O vencedor, que representou o município do Camucuio, obteve 39 pontos do júri e vai representar a província no concurso nacional, em Novembro.
Hilário Cacumba, que no ano passado foi o segundo classificado, considerou a vitória o resultado do seu esforço em melhorar o desempenho no canto e em palco.
“É terceira vez que participo no Variante. Na primeira, fiquei em último lugar, mas não desisti e continuei a trabalhar. Depois, fiquei em segundo e, finalmente, consegui vencer. Estou feliz, por ser uma distinção que é abrangente também ao município do Camacuio. Agora tenho de trabalhar mais na composição das letras e em boas melodias, para a fase nacional”, disse.
O cantor Martinho Chingulo, do Virei, foi o segundo classificado, enquanto Maria Zola, do Namibe, ficou em terceiro lugar. Esta edição do Variante no Namibe contou com a participação de oito concorrentes, em representação de cinco municípios da província.
O administrador do município da Bibala, Luís Savasuca, considera o Variante um resultado dos ganhos da paz e espera que ele ajude a descobrir outros novos talentos da música local, assim como vê o FENACULT como uma possibilidade única de mostrar a cultura do Namibe às pessoas.
A directora da Cultura, Euracema Major, defende a realização de mais projectos artísticos ligados à música, para maior valorização dos jovens artistas locais.
“O Variante é um dos melhores incentivos nacionais à descoberta de novos talentos, mas é preciso uma maior aposta dos empresários nesta arte, para que estes artistas possam despontar”, disse.
Para a responsável, a promoção de actividades deste género também ajuda a fomentar o gosto da nova geração por estas artes, assim como a levar os artistas a primarem mais pela qualidade nos seus trabalhos.
No quadro das actividades programadas no âmbito do FENACULT, a sua instituição realizou ontem palestras sobre “Os direitos do autor”, dirigidas aos artistas e aos estudantes de Direito.
O director nacional de Espectáculos e Direitos de Autor no Namibe, Hélder Epalanga, foi o orador e pediu uma maior atenção dos artistas para a importância da defesa da propriedade intelectual e do seu registo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA