Pedrito leva romantismo ao

Manuel Albano |
4 de Junho, 2015

Fotografia: Kindala Manuel

O músico Pedrito garantiu ontem, em Luanda, que vai interpretar alguns sucessos antigos, no espectáculo de apresentação do mais recente disco “Romantismo e Fé”, a ser realizado no dia 13 deste mês, partir das 19h00, no Complexo Turístico Weza Paradise.

Denominado “Grande Show de Pedrito”, o músico disse que vai interpretar dez temas, na sua maioria do novo disco, das quais constam canções como “Falar com Jesus”, “Pecados de amor” e “Eu e você”.
Sucessos que marcaram a carreira do cantor, dentre outras, as canções “Senhor director”, “Avó Béa”, “Massoxi Mami”, “Nga Kinga”, “Aleluia” “Vaso quebrado”, “Nzala ya Tula”, “Mulher mumuíla” e “Farrapo Triste” podem constar do alimento do espectáculo.
O músico vai ter como convidados, Calabeto e Margareth do Rosário. O suporte musical é da banda Movimento que já está a ensaiar com o músico, no sentido de garantir um espectáculo a dimensão dos 46 anos de carreira de Pedrito.
O cantor que nos seus temas transmite fé, romantismo, amor à pátria e entre os homens, disse, o disco “Romantismo e Fé” foi trabalhado à base da rumba e bolero, preferencialmente.
Nascido no Icolo e Bengo no dia 1 de Outubro de 1954, o percurso romântico de José Manuel Pedrinho, ou simplesmente Pedrito, começou no dia 24 de Dezembro de 1969, no Ngola Cine, numa das sessões do “Dia do Trabalhador”, onde deu-se a sua primeira actuação musical. Efectuou a primeira digressão artística internacional em 1982, por seis países do Leste da Europa e Portugal, com o grupo musical “Jovens do Prenda”. Vencedor do “Top dos Mais Queridos”, da Rádio Nacional de Angola, em três edições, nos anos de 1982, 1984 e 1986. Pedrito tem quatro discos no mercado: “Aleluia”, o primeiro CD da sua carreira, surgiu em 1994, gravado em Lisboa.
Em 2003 gravou o CD “Avó Béa”, disco produzido e editado em Angola pelas edições “Pedrinho Produções”, e o disco “Mensagens de amor”, colocado no mercado em Dezembro de 2008. Este ano, colocou no mercado o álbum “Romantismo e Fé”.
O músico conta ainda com os singles “Mãe Kuebi”, de 1971, e um ano depois surgiu o sucesso “Farrapo Triste”. O single “Comandante Jika” surge em 1976.
O objectivo da gerência do espaço, para este ano, é continuar a homenagear figuras angolanas que, com o seu talento artístico, contribuíram para o crescimento e expansão da música no país e estrangeiro.
Como forma de dar maior visibilidade e valorizar o trabalho feito pelos músicos durante décadas, o complexo Weza Paradise tem, entre outros, os projectos culturais “Palco das Recordações” onde já passaram, entre outros, os músicos Marito, Zé Keno, Elias dya Kimuezo, Dina Santos, Clara Monteiro, Massano Júnior e Pedrito, bem como os agrupamentos Kiezos, Jovens do Prenda, Olímpia, África Fiesta e Afro Sound Stars.
A casa já homenageou vários cantores falecidos, com destaque para David Zé, Urbano de Castro, Artur Nunes, Sofia Rosa, Óscar Neves, Lourdes Van-Dúnem, Zecax, Teta Lando, Franco, Dr. Nico, Rochereau e Vicky Longomba.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA