Poesia de Mukenga em livro no sábado

Francisco Pedro |
15 de Dezembro, 2015

Fotografia: Eduardo Pedro

O cantor e compositor Filipe Mukenga lança no sábado, às 18h00, o livro “Vida, Poesia e Canções”, no Memorial Agostinho Neto, em Luanda.

O livro junta textos poéticos inéditos, escritos por Filipe Mukenga, ao longo da sua carreira, além de versos que resultaram em composições musicais.
“Vida, Poesia e Canções” inclui  um CD retrospectivo dos melhores momentos musicais  do cantor e compositor, com 16 faixas musicais, entre as quais “Sunguilar”, “Cantigas de Infância”, “Lemba”, “Dilombe”, “Ueza”, “Mandume”, “Humbiumbi”, “Blues para Nguxi”, “Hailwa YangeOike Mbela”, “Nvula”, “Ndilokewa”, “Uxidi uami” e “Muloji”.   A cerimónia de lançamento é aberta ao público, e o livro é uma edição da Arte Viva.
Filipe Mukenga,  na adolescência, viveu intensamente o período em que a música portuguesa e a eclosão dos conjuntos de música moderna conviviam nos míticos anos sessenta, com os segmentos mais representativos da música popular angolana.
Em 1990, Mukenga criou a banda Madizeza com Kinito Tridande (baixo), Rui César (teclas) Marito Furtado (bateria) e Joãozinho Morgado (tumbas),  formação que permitiu gravar, em Portugal, o álbum “Novo Som’’ (1991), o primeiro da sua carreira, com a participação do cantor Rui Veloso, na harmónica.
A parceria entre Filipe Mukenga e Filipe Zau resultou em mais de 80 canções, muitas das quais não gravadas, desde 1978.  Com Filipe Zau surgiu “O Canto da Sereia, o Encanto” uma opereta em duplo álbum que narra a saga dos marinheiros angolanos na época colonial,  com a participação de Carlos Burity, Eduardo Paim, Katila Mingas e o cantor português Fernando Tordo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA