Cultura

“Prémio da Crítica” no concurso musical

Roque Silva

A organização do concurso musical Top dos Mais Queridos relançou, domingo, em Luanda, o “Prémio da Crítica”, uma distinção (categoria) atribuída a uma canção que pela sua qualidade  é passível de premiação.

Patrícia Faria animou a cerimónia de apresentação do Top
Fotografia: Domingos Cadência|Edições Novembro

Promovido todos os anos pela Rádio Nacional de Angola, o Top dos Mais Queridos retoma este prémio na edição deste ano, que serve para homenagear o género da música e dança kizomba.
No acto de relançamento do “Prémio da Crítica”, no Miami Beach, à Ilha do Cabo, José Pedro Benge, porta-voz do concurso, disse que o prémio serve para exigir aos artistas mais trabalho e criatividade musical.
Afirmou que, embora a organização tenha decidido relançar o prémio, lamentou o facto de nas edições anteriores não se registar artistas ou obras musicais que merecessem tal distinção.
Criticou, também, a falta de premiação de compositores e intérpretes cujas obras não são validadas porque fogem o circuito comercial. Como exemplo, citou os trabalhos de Totó, Africanita, Bonga, Nelson Santos, Gabriel Tchiema e Felipe Mukenga, que até ao momento nunca foram premiados em nenhuma das categorias do Top dos Mais Queridos, o que “nos dificulta preservar a qualidade musical nacional”, afirmou Pedro Benge.
O “Prémio da Crítica” é atribuído a uma música que, embora não tenha conseguido alto nível de popularidade, é reconhecida pela qualidade da harmonia, melodia, arranjos, interpretação e letra, estritamente analisada por um júri.
A edição 2018 do Top dos Mais Queridos está na primeira fase, em que o público vota as músicas produzidas a partir de 1 de Outubro de 2017, por meio de mensagens (msn), por cupões e nas redes sociais. A segunda e última fase ainda sem data de início é restrita para 10 músicas até à data do anúncio do vencedor, cuja gala realizar-se-á no dia 5 de Outubro, no Clube dos Caçadores.
A edição de 2017 do Top dos Mais Queridos não teve carácter competitivo e foi realizada em formato de homenagem às vozes femininas. Entre as contempladas estavam  Dina Santos, Clara Monteiro e Nany. Como pioneiras, Yola Semedo (vencedora da edição 2010), Ary (vencedora de 2016 e 2014), Margareth do Rosário, Yola Araújo, Ângela Ferrão e Celma Ribas, como continuadoras.
O Top dos Mais Queridos é um dos mais prestigiados concursos de música, que por meio do voto distingue artistas que se destacam ao longo do ano.

Tempo

Multimédia