Semba dos "kotas" está vivo


28 de Abril, 2015

Fotografia: Domingos Cadência

Calabeto e Dom Caetano protagonizaram duas grandes noites de semba, enquadradas na segunda temporada do projecto musical “Show do Mês”.

Sob o lema “Encontro no Semba”, os dois artistas proporcionaram ao público presente no hotel Royal Plaza, em Luanda, momentos memoráveis, interpretando os seus maiores sucessos, com destaque para os temas “Ngolo yami”, “Malanje”, “Nova cooperação”, “Semba dilema”.
Duas horas, em cada dia, não foram suficientes para saciar os presentes, ávidos de boa música ao vivo, originando vários pedidos de “bis”, que se tornou na palavra de ordem no final de cada música. Os artistas esmeraram-se para agradar aos fãs, mostrando todo o seu talento, e estes corresponderam sempre com palmas e assobios.
Dançarinos não foram precisos, porque os “kotas” são completos, quer dizer, cantam, encantam e dançam. Nem os muitos anos que têm de vida (Calabeto 70 e Dom Caetano 57) os impediu de bailar até tirarem casacos no palco. Foi delirante ver Calabeto, também conhecido como “Kota Bwe” da década 70, a dançar como um jovem cheio de energia.
Também foi interessante ouvir Dom Caetano a contar as suas histórias como músico, o seu contacto com o brasileiro Martinho da Vila, discutindo sobre a origem do Samba, o período em que ficou proibido de entrar em Portugal por causa da música “Nova cooperação”, assim como o significado dos vários temas cantados em Kimbundu.
Além dos dois protagonistas, a Nova Energia, organizadora do evento, reservou um momento especial. Entre a plateia saiu outro grande nome da música, o saxofonista Sanguito, que deixou o público nostálgico com o tema “Pôr do Sol” e encerrou a sua participação com “Mwangolese”. No dia 30 há mais, com a orquestra sinfónica Kapossoka no cartaz.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA