Cultura

Show do Mês revisita êxitos

Angola 70’S é a proposta do “Show do Mês” da produtora Nova Energia, para amanhã e sábado, a partir das 21h00, no Royal Plaza Hotel, em Talatona. Sucessos de Urbano de Castro, David Zé, Luís Visconde, Óscar Neves e do agrupamento Águias Reais vão preencher a noite nos dois dias.

Projecto da Nova Energia leva ao palco do Royal Plaza Hotel exímios instrumentistas nacionais com o conjunto Angola 70’S
Fotografia: Paulino Damião | Edições Novembro

Com o suporte da Banda Show do Mês, composta por João Diloba (bateria), Joãozinho Morgado (congas), Botto Trindade, Teddy Nsingi e Zeca Tirilene (guitarras), Mias Galheta (baixo), Didi da Mãe Preta (dikanza), Bernardino Keyboard “Beny” (teclados), Lisbet Rivera Ramírez (saxofone) e Raidel Gonzalez Ortiz (trompete), vão evoluir durante duas horas Legalize, Zé Manico, Mister Kim e alguns músicos destacados na década 70, convidados surpresa da organização, para interpretar as suas próprias canções.
Estão criadas as condições para o regresso ao período que antecedeu à independência do país, marcado como a fase da grande explosão da música urbana angolana, utilizada como veículo para passar a mensagem dos anseios de liberdade.
A proposta do Show do Mês, que vai na sua quarta temporada, consiste em recuperar sucessos dos períodos de 1972 a 1973 e 1974 a 1978. A forte carga nostálgica tem sido a nota dominante, com os espectadores a exteriorizarem os seus sentimentos em lágrimas. 
No ambiente intimista que faz do Show do Mês um produto procurado e muito apreciado pelos consumidores e apreciadores de bens culturais, os músicos voltam a fazer uma viagem ao passado. Canções como “Chaufer de Praça” de Luís Visconde e “Milhorró” dos Kiezos, fazem parte do alinhamento dos dois dias de concerto, que de Urbano de Castro, músico que gravou com os agrupamentos Kiezos, Jovens do Prenda, África Show e Águias Reais, traz “Fatimita”, “Deus Perdoa”, “Rosa Maria”, “Arranjar Marido”, “Merengue”, “Urbanito” e “Mukongo”.
Pela grande adesão do público, que torna o espaço do Royal Plaza Hotel, com 500 lugares, limitado para acolher tanta gente, a promotora  Nova Energia equaciona a realização de um concerto especial no Centro de Conferências de Belas (CCB), no Futungo II, em Luanda, que pode albergar 2.800 pessoas sentadas.
A promotora de espectáculos pretende fazer um grande encontro de gerações, com os filhos a levarem os pais, e os netos, os avós. Os eventos levados para a referida sala, designadamente Show Piô, um produto anual,  e Eduardo Paim 40 anos, foram autênticos sucessos.
Os bilhetes estão à venda no Royal Plaza Hotel e na discoteca Stromp. Mas, de acordo com a última comunicação feita há dois dias por Yuri Simão, membro da organização, que faz a divulgação dos espectáculos na rede social Facebook, foi accionado o “alerta vermelho”. Lotação esgotada para as duas noites.

Funji na rádio
A presente edição do Angola 70’S tem a particularidade de ter levado o popular programa “Viagem ao Passado”, do radialista Afonso Quintas, que na Rádio Luanda faz as delícias da geração anterior à independência aos sábados, das 14h00 às 16h00, ao “Funji do Show do Mês”, um desafio aos músicos para demonstrarem os seus dotes culinários.
Os ouvintes do programa tiveram acesso a uma parte do que foi preparado para amanhã e sábado. Numa roda de amigos, com Quintas a puxar pela memória do parceiro Man Garra, o contador de histórias de Luanda do antigamente, muitas vezes complementado e algumas, embora poucas, contrariado por munícipes que enviam mensagens.
Carlitos Vieira Dias, uma autoridade na sistematização do semba, prestigiou a sentada com a sua presença. A música popular angolana foi o mote para uma conversa de duas horas, servida como aperitivo de um show com todos os ingredientes para ser memorável.
Actualmente, a Nova Energia, no âmbito do projecto Show do Mês, já realizou mais de 70 espectáculos nos quatro anos de existência. Na sua quarta temporada, o Show do Mês já levou ao palco do Royal Plaza, desde Fevereiro, Aline Frazão, Vozes de Março, Jovens dos Prenda, Totó St, Orquestra Sinfónica Kaposoka e Cantar Teta Lando.
Dentre outros espectáculos, as três edições do Show Piô e os concertos de Eduardo Paim e Euclides da Lomba estão entre as mais marcantes, por transportarem os espectadores numa viagem de celebração dos sucessos de outras épocas.

Tempo

Multimédia