Sumbe ao rubro com Celma Ribas

Casimiro José | Sumbe
31 de Maio, 2016

Fotografia: Casimiro José | Sumbe

A cantora Celma Ribas foi a principal atracção do espectáculo musical em que participaram Sandokan, Rei Panda, Edna Domingos, Tony Vitara e Pai Profeta, bastante aplaudidos pelos habitantes da cidade do Sumbe, por ocasião das festas da capital do Cuanza Sul, que assinalou 60 anos de existência.

Promovido, no fim-de-semana, pelo Governo da província do Cuanza Sul, o festival denominado “Cuanza Sul, Nossa Terra”, realizou-se na marginal do Sumbe, com a presença de cantores de Luanda e do Sumbe.
Entre os cantores do Sumbe, Dama Lay, Tio Cardoso, Lúcia Ebo, Gata Gabola, Teresa Godinho e Turma X, que foram acompanhados pela banda Dimensão, sem terem deixado os seus créditos em mãos alheias. Durante dois dias, sendo o primeiro dominado pelo cantor de gospel Irmão Chico, que interpretou “Moisés” e “Ama-djedje”. O grupo carnavalesco “Fineza do Incocncon”, vencedor da edição 2016 do Carnaval, foi o segundo a pisar o palco com uma exibição que contagiou os presentes.
Emocionado com o espectáculo, o público acompanhou a actuação dos cantores, que se  seguiram.  Celmas Ribas,  que foi a mais esperada pelo público e com a voz exuberante, foi ovacionada desde o princípio ao fim da sua actuação ao interpretar “Comando”, “Fato”, “Quase perfeito” entre outras. Depois da sua actuação, a cantora enalteceu o carinho recebido do público e afirmou  estar muito satisfeita pela maneira como o público vibrou e “levo saudades do Sumbe, que está de parabéns pela comemoração dos 60 anos”. Na opinião dos cantores, foi um espectáculo que superou todas as expectativas e teve nota positiva pelo comportamento do público, alinhamento musical , bem como a parte técnica do som e iluminação.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA