Música angolana regista evolução

Manuel Albano |
12 de Março, 2015

Fotografia: Eduardo Pedro |

A cantora brasileira Mart’nália, uma das convidadas ao Festival “Sons do Atlântico”, disse que a música angolana evolui e ganha espaço no mercado internacional. Em declarações ao Jornal de Angola, a cantora referiu que é uma satisfação regressar a Angola e dividir o palco com os músicos angolanos. 

A cantora brasileira Mart’nália disse, em Luanda, que a música angolana tem estado a evoluir positivamente e a ganhar espaço no mercado internacional.
Em declarações ao Jornal de Angola, a cantora referiu que é sempre uma satisfação regressar a Angola, dividir o palco com os músicos angolanos e trocar experiências sobre projectos musicais. Mart’nália foi uma das convidadas do Festival Sons do Atlântico realizado no último sábado, na Baía de Luanda.
A cantora explicou que os artistas angolanos estão a dar passos firmes na internacionalização das suas carreiras, porque começam a apresentar trabalhos discográficos com qualidade, precisam de mais oportunidades.
Felicitou a maneira carinhosa com ela e seu pai, o músico Martinho da Vila, têm sido recebidos pelos angolanos sempre que têm uma oportunidade de vir cantar a Angola: “É uma alegria regressar a este país lindo e de pessoas maravilhosas”. Explicou que está a trabalhar para apresentar ainda este ano o DVD “Marginal em samba ao vivo” produzido no princípio deste ano.
Mart’nália, filha de Martinho da Vila e Anália Mendonça, ambos cantores, começou a carreira muito cedo. Antes de lançar o disco “Mart’nália” (1987), a jovem cantora já fazia vocal de apoio com a irmã nas apresentações do pai.
Passou por grupos e bares no cenário carioca e em 1995 lançou o CD “Minha Cara”, produzido pelo pai.  Foi Caetano Veloso que dirigiu Mart’nália para a percussão. O experiente cantor actualmente é um grande admirador da sua maneira única de se apresentar. Foi no seu disco que Mart’nália começou a aparecer para a comunicação social.
Na digressão do álbum “Minha Cara” Mart’nália recebeu vários convidados especiais como Caetano Veloso, Moska, Fernanda Abreu, Zélia Duncan, Lenine e Martinho da Vila.
Na passagem do ano, em 2002, a artista apresentou-se na praia de Copacabana e no Teatro Rival BR. Em 2004, foi convidada para participar no projecto “Da idade do mundo”, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, e lançou o CD mais DVD “Pé de Meu Samba”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA