Música é factor de reconciliação dos angolanos


3 de Outubro, 2015

O músico Bessa Teixeira afirmou quinta-feira, no Huambo, que a música joga um papel preponderante na união e reconciliação dos angolanos.

Falando à agência Angop, a propósito do Dia Mundial da Música, assinalado quinta-feira, Bessa Teixeira observou que os artistas valorizam a cultura nacional, deixando conselhos para as próximas gerações.
Bessa Teixeira considerou que ao longo dos 40 anos de Independência Nacional, a música foi um dos principais veículos de pacificação, mediante a consciencialização dos angolanos para a necessidade da unidade e reconciliação nacional.
Na sua óptica, os apreciadores da música angolana estão cada vez mais exigentes em relação às letras. Por isso, apelou aos jovens artistas a evitarem as composições musicais que não dignificam os bons costumes e valores do país.
“É verdade que a nova geração de músicos se quer impor no mercado musical, mas é preciso que isso seja feito de forma disciplinada, sem a obscenidade que muitas músicas apresentam”, referiu.
Por outro lado, lamentou o facto de muitos promotores de espectáculos da província do Huambo privilegiarem músicos de outras regiões, principalmente da capital do país, em detrimento dos artistas locais.
Nascido a 12 de Dezembro de 1964, no bairro São Bartolomeu, arredores da cidade do Huambo, Bessa Teixeira produziu em 2002 a colectânea “Vozes do Planalto”, que incluiu vários músicos da sua província natal.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA