Músico Gabriel Tchiema abre concerto no Atlântico


21 de Junho, 2015

Fotografia: DR |

Gabriel Tchiema abriu ontem no Cine Atlântico em Luanda o projecto musical “O meu Show de Cacimbo”, com a sala cheia de fãs.


Antecedido de uma feira de peças de artesanato, livros, roupas de tecidos africanos e gastronomia, o espectáculo abriu com a convidada Vivalda Dula, cantora que interpretou temas de Tchiema.
Gabriel Tchiema começou com a canção “Tambwoka”, seguida de “Hoje choro”, “Ndako ipi”, “Ushiwa, Issaka”, “Amor divino”, “Tchilota” e “África Yami”, bastante aplaudida. Ndka Yo Wini também foi um dos músicos convidados para interpretar dois temas de Gabriel Tchiema. A segunda parte do espectáculo foi marcada com a interpretação do tema “Azwlula”, uma das canções muito conhecidas do público e que o mesmo acompanhou.
Depois seguiram-se outras como “Xi yami”, “Nguholesse”, “Mangole”, “Celebração”, “Mbimba”, “Mulekeleke” e “Itela”, que encerrou o espectáculo.
O músico agradeceu ao público e mostrou-se satisfeito pelo facto de ter sido escolhido para a abertura do projecto “O meu show de  cacimbo”, que leva ao palco do Atlântico, em Julho, Kueno Ayonda, em Agosto, Yuri da Cunha, em Setembro, Yola Semedo e em Outubro, Paulo Flores.
Antecedido de uma feira de peças de artesanato, livros, roupas de tecidos africanos e gastronomia, o espectáculo abriu com a convidada Vivalda Dula, cantora que interpretou temas de Tchiema.
Gabriel Tchiema começou com a canção “Tambwoka”, seguida de “Hoje choro”, “Ndako ipi”, “Ushiwa, Issaka”, “Amor divino”, “Tchilota” e “África Yami”, bastante aplaudida. Ndka Yo Wini também foi um dos músicos convidados para interpretar dois temas de Gabriel Tchiema. A segunda parte do espectáculo foi marcada com a interpretação do tema “Azwlula”, uma das canções muito conhecidas do público e que o mesmo acompanhou.
Depois seguiram-se outras como “Xi yami”, “Nguholesse”, “Mangole”, “Celebração”, “Mbimba”, “Mulekeleke” e “Itela”, que encerrou o espectáculo.
O músico agradeceu ao público e mostrou-se satisfeito pelo facto de ter sido escolhido para a abertura do projecto “O meu show de  cacimbo”, que leva ao palco do Atlântico, em Julho, Kueno Ayonda, em Agosto, Yuri da Cunha, em Setembro, Yola Semedo e em Outubro, Paulo Flores.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA