Músico Waldemar Bastos leva Angola a Los Angeles


3 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Paulo Mulaza |

Waldemar Bastos foi um dos destaques do Festival de Sacred World Music, realizado no final de semana, no Aratani Japan American Theater, em Los Angeles, nos EUA.

O cantor privilegiou os temas do disco “Clássicos da Minha Alma”, gravado com a Orquestra Sinfónica de Londres, alguns dos quais interpretados com alterações melódicas.
O espectáculo, que registou casa cheia, disse o artista, mostrou, por intermédio de temas clássicos da música angolana, um pouco da essência da cultura nacional, mas em versões universais, com o blue, jazz, semba, samba e fado a serem predominantes, ao longo do concerto do músico angolano.
 “Clássicos da minha Alma”, que inclui temas da banda Ngola Ritmos, tem participações do pianista japonês Darek Nakamoto, do guitarrista norte-americano Michel Long e de músicos latino-americanos.
Waldemar Bastos, tido como um dos ícones da música angolana, nasceu em Mbanza Congo. É o autor dos álbuns “Estamos Juntos” (1983), “Angola Minha Namorada” (1989), “Pitanga Madura” (1992), “Pretaluz” (1997),  “Renascence” (2004) e “Love is Blindness” (2008).

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA