Ngaiele Fundão pede uma maior aposta nos jovens


3 de Setembro, 2014

O secretário da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA) no Moxico disse à Angop ser urgente apostar mais nos jovens autores para bem do futuro da literatura.

Ngaiele Fundão afirmou que os jovens querem escrever, mas que lhes “falta a atenção dos autores consagrados e apoios, o que faz com que sejam publicados livros com pouca qualidade”.
O secretário da BJLA no Moxico pediu “às estruturas competentes” e aos tenham “capacidade financeira” que apoiem mais os jovens com talento e vontade de serem escritores e salientou “o esforço de alguns jovens do Moxico que têm contribuído para “o engrandecimento da literatura da província, como o fez recentemente Fernando Calenda, autor de um livro de provérbios em luvale”, apresentado no fim-de-semana, no Luena.
O livro, referiu, ajuda ao enriquecimento da literatura angolana, com a divulgação da história dos luvales e contribui para o resgate de uma língua africana de Angola.
O livro tem 500 dos provérbios mais usados pelos luvale para ensinar os jovens a resolverem problemas comunitários.
O livro é o primeiro escrito com recurso ao alfabeto da língua luvale aprovado pelo Centro Internacional de Civilização Bantu (CICIBA), com sede na capital do Gabão.
Ngaiele Fundão ingressou no mundo da literatura em 2001 e tem no mercado o livro intitulado “Pensamentos da Alma”, com 125 páginas, patrocinadopelo  do Ministério da Juventude e Desportos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA