Nkozasana Zuma no Pavilhão de Angola


25 de Outubro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

O Pavilhão de Angola na Expo Milão 2015 foi visitado sexta-feira pela presidente da Comissão da União Africana, Nkozasana Dlamini-Zuma.

A dirigente da organização continental foi recebida pela comissária-geral do Pavilhão de Angola, Albina Assis, depois de uma exibição de percussão do grupo Kina Umoxi.
Na ocasião, Nkozasana Zuma elogiou a forma pedagógica como o conteúdo museográfico introduz o visitante sobre a realidade agrícola de Angola. Zuma realçou a importância da agricultura como trampolim do real desenvolvimento de África que, segundo disse, não se pode dissociar da educação do Homem africano.
Para a presidente da Comissão da União Africana, os africanos em geral são oriundos das heranças camponesas, de maneira que a industrialização da agricultura em África pode significar, ao mesmo tempo, o desenvolvimento do continente e dos africanos.
“A figura da mulher é central na agricultura e é preciso que se eduque a mulher. Introduzi-la com capitais intelectuais para os desafios de hoje. Homens e mulheres devem trabalhar juntos”, defendeu.
No Salão Nobre do Pavilhão de Angola, a presidente da Comissão da União Africana assinou o livro de honra, onde escreveu “Obrigado Angola, pois é o prestígio de todos nós (África) o que está aqui exposto”.
A Primeira-Dama de Cabo Verde, Lígia Fonseca, acompanhada por uma delegação do seu país, também visitou este mês o Pavilhão de Angola na Expo Milão, que pode atingir os dois milhões de visitantes até 31 de Outubro, dia do encerramento da Exposição Universal.
De acordo com responsáveis, o objectivo traçado inicialmente era receber 1,6 milhões de visitantes, devido ao conteúdo da museografia exposta, à arquitectura, à infra-estrutura conceptual do edifício e o embondeiro estilizado, em conexão com a homenagem à mulher angolana, como mãe e vigilante da alimentação e nutrição da família.
No dia 3 de Setembro, a Santa Sé convidou o Pavilhão de Angola para fazer parte de um documentário com os Pavilhões Zero (da ONU) e do Vaticano, que foi difundido pela cadeia de televisão italiana (RAI3), antes da missa papal, na praça de São Pedro, em Roma. Especialistas afirmam que esta vai ser a melhor presença de sempre de Angola na EXPO/Milão.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA