O desafio do cineasta em adaptar musical


27 de Junho, 2014

Fotografia: AFP

O realizador Clint Eastwood revela em “Jersey Boys: em Busca da Fama” a excepcional história do grupo de pop-rock The Four Seasons, que na década de 1960 triunfou com canções famosas, mas que foi afectado por rivalidades internas e pelas amizades duvidosas dos seus integrantes.

"Jersey Bois”, que já estreou nos Estados Unidos e no Brasil, é a adaptação de um musical famoso da Broadway.Com um argumento de Rick Elice e Marshall Brickman – co-autor dos primeiros filmes de Woody Allen –, Eastwood segue ao pé da letra a construção dramática do espectáculo original e cria um “filme musical”, no qual as canções são omnipresentes, mas bem distante de longas-metragens ao estilo “Os Miseráveis”.
“Acredito que toda a carreira de Clint Eastwood leva a este filme”, declarou John Lloyd Young, que interpreta o vocalista Frankie Valli. “Clint é um fã e um músico de jazz, compôs a música de alguns dos seus filmes, conhece música”, afirmou. “Se analisarmos a carreira dele, há sinais no caminho que anunciavam que quando este espectáculo existisse, estaria perfeitamente capacitado para adaptá-lo”, acrescentou Young.

Da fama ao fim

Em meados da década de 1950, Frankie Valli e Tommy DeVito, dois italo-americanos de Nova Jersey, uniram-se para formar o primeiro grupo da dupla.
Apesar da voz em falsete de Frankie ter proporcionado um pouco de fama, foi apenas com a chegada na década de 1960 de Nick Massi e Bob Gaudio –compositor de todos os sucessos do grupo – que The Four Seasons decolou para a fama mundial. “Sherry”, “Big Girls Don't Cry”, “Walk Like a Man”, “Rag Doll”, “Save it for Me” e “Can’t Take My Eyes Off You” foram sucessos em todo o mundo e estão entre as canções mais regravadas da história.Mas a inveja, os conflitos de interesse, as duvidosas relações de Tommy – cercado pela máfia – e a má administração da fortuna do grupo, que obrigou Frankie a sanear as dívidas do grupo durante anos, provocaram o fim da banda.
“Não é uma história do passado”, destaca Erich Bergen, que interpreta Bob Gaudio. “No dia da exibição do filme em Las Vegas, os membros originais do Four Seasons estiveram ao nosso lado. Frankie não dirigiu a palavra a Tommy. Esta história ainda não acabou”.
Três dos quatro actores do filme participaram na produção do musical em Las Vegas. O último a chegar, Vincent Piazza (Tommy DeVito), conhecido pela série de TV “Boardwalk Empire”, nunca tinha cantado ou dançado, mas conseguiu superar o desafio.
“Tommy não era o mais assíduo do grupo, porque tinha uma vida paralela. Se estava um pouco desconcentrado, tinha uma desculpa, porque era justamente o tipo de pessoa que errava um passo, que podia estar distraído, a jogar num casino ou com mulheres”, disse.
Michael Lomenda, que interpretou Nick Massi “mais de 1.200 vezes”, viveu o filme como uma “experiência totalmente nova, porque é necessário saber quem somos e desenvolvermos a nossa própria identidade”.
Fiel ao seu estilo, Eastwood terminou as filmagens antes do tempo previsto e respeitou o orçamento estabelecido, limitando-se a uma ou duas filmagens por cena e confiando totalmente nos actores. “Ele está num ponto da carreira em que faz o que quer”, reconheceu Erich Bergen. “Poucas pessoas teriam conseguido fazer ‘Jersey Boys’ como ele fez, sem estrelas do cinema, sem transformar a peça num musical caro”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA