“O Preço do Fato” no Kilamba

Manuel Albano |
28 de Outubro, 2015

Fotografia: Paulino Damião |

A companhia de teatro Pitabel apresenta no sábado, às 20h00, na Escola 14 de Abril, na Centralidade do Kilamba, em Luanda, o espectáculo “O Preço do Fato”, um drama que aborda a perca dos valores morais e cívicos, actualmente na sociedade angolana.

A peça, que abre a temporada “Angola 40 anos” programa de actividades culturais promovidas pela Administração do Kilamba, em parceria com o Pitabel, narra o drama sobre a divergências entre a tradição e a modernidade, que existe actualmente nas sociedades.
A exibição, integrada também nas comemorações dos 40 anos de Independência de Angola, traz ao conhecimento dos espectadores um problema bastante actual que afecta em particular os jovens, que têm de respeitar as normas tradicionais num mundo moderno.
Com a duração de 53 minutos, o espectáculo baseia-se no drama de Cristina, de 25 anos, natural de Mbanza Congo, uma localidade tradicional, que cresce em Luanda, uma cidade moderna, e coloca em risco a sua vida por desvalorizar os costumes dos pais em detrimento de outras culturas, particularmente a Ocidental.
Na peça, o conflito entre a tradição e a modernidade é expresso pela ausência da roupa de cerimónia no dia da entrega dos dotes do alembamento de Cristina, que considerava irrelevante a falta dessa peça, mas quase lhe custou a vida.
“O Preço do Fato”, representada por seis actores, tem como personagens (Cristina), (tio Mutambuto), (tia Sucaina), (o noivo Luís), (tia Yalulemba) e (Paulo Pimentel, pai do noivo), cujo objectivo é procurar também chamar a atenção para a desvalorização cultural, frequente no país.
Os actores recorrem às vestes tradicionais da região norte de Angola e às músicas do malogrado Teta Lando, para contextualizar o espectáculo. Com esta peça o grupo Pitabel procurou questionar e, ao mesmo tempo, responder aos problemas criados pelos valores tradicionais numa sociedade moderna e que são a causa de desavenças familiares.
O encenador da companhia de teatro Pitabel disse ontem, ao Jornal de Angola, que no âmbito do programa “Cultura para todos” vão ser promovida a partir de Novembro formação no domínio do teatro, danças modernas e tradicionais dirigidas aos filhos dos moradores da centralidade do Kilamba e interessados.
Adérito Rodrigues disse que a partir de Novembro o projecto realiza na centralidade do Kilambavários espectáculos de teatro todas as sextas-feiras, sábados e domingos.
Fundada em Luanda, a companhia Pitabel já conquistou o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Teatro, e o Prémio de Teatro Cidade de Luanda. Agora, a companhia pretende dinamizar a sua actividade artística.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA