''Óbito proibido chorar'' exibido no Belas Shoping


10 de Dezembro, 2014

Fotografia: Divulgação

O companhia de teatro Horizonte Njinga Mbande exibe amanhã, a partir das 21h30, no Belas Shopping, em Talatona, o espectáculo dramático “Óbito proibido chorar”.

De acordo com Damião Kuvula, actor do grupo, o espectáculo questiona a forma menos convencional com que se têm realizado nos últimos dez anos as cerimónias fúnebres.
A peça realça os desrespeito e a forma exibicionista das pessoas, pela forma como se apresentam nas cerimónias fúnebres, desde a forma como se vestem até ao ambiente “festivo” que se cria.
“Ficamos sem saber se um óbito actualmente é um local para expressar sentimentos de dor a uma família enlutada ou se é um palco de festa pelos exageros e extravagâncias na forma das pessoas se apresentarem”. O enredo do espectáculo retrata a vivência da personagem Irina, que era uma senhora de muitas posses  e padecia de uma grave doença em fase terminal. Após o seu falecimento a cerimónia fúnebre origina, entre os familiares, situações insólitas.
O espectáculo volta à cena sexta-feira, sábado e domingo, em duas sessões, 19h45 e 21h35, no anfiteatro da Escola Njinga Mbande, em Luanda.
A companhia tem especial incidência em apresentações de espectáculos de teatro e cursos de formação de actores para teatro, televisão, cinema e técnicos para audiovisuais.
O Horizonte Njinga Mbande tem vindo a apresentar projectos que privilegiam numa abordagem contemporânea e uma pesquisa estética e temática.
A companhia Horizonte Njinga Mbande tem 57 membros, foi distinguida com sete prémios e apresentou mais de 50 peças. A sua sede é na Escola Njinga Mbande.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA