Ópera fecha comemorações do centenário da I Guerra


3 de Julho, 2014

O espectáculo musical e humorístico “Um século de paz após um século de guerras" encerrou a comemoração do centenário do atentado de Sarajevo, que deu início à I Guerra Mundial.

A obra do director bósnio Haris Pasovic teve início pouco antes da meia-noite e foi protagonizada por 300 participantes de 12 países, numa ponte próximo do lugar do magnicídio.
Em 28 de Junho de 1914, o servo-bósnio Gavrilo Princip assassinou a tiros o herdeiro do trono austro-húngaro, Francisco Ferdinando, e a sua mulher Sofía.
 Um mês depois, começou o primeiro conflito mundial, que fez dez milhões de mortos.
Pasovic disse que o seu espectáculo inclui danças, drama, música, canto e outras expressões artísticas. “É uma obra complexa que fala do homem pela história por diferentes correntes", declarou à imprensa. “A sua intenção é transmitir uma mensagem a partir de Sarajevo aos cidadãos da Bósnia-Herzegovina e do mundo inteiro por um novo começo, pela paz e o bem-estar no século XXI", salientou o director bósnio.
Sarajevo recorda o centenário com uma série de exposições e outras manifestações culturais no centro da capital bósnia.
A cerimónia principal é um concerto da Orquestra Filarmónica de Viena no recém-reconstruído edifício da antiga Biblioteca e Câmara Municipal de Sarajevo, o último lugar visitado pelo casal antes do atentado.
Noutro bairro da capital, um grupo de pessoas depositou flores num cemitério em memória de Princip e outros membros da organização “Jovem Bósnia", que participaram no atentado de 1914.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA