Cultura

Organização escolhe artistas nacionais

Roque Silva

O presidente dos Prémios de Entretenimento Africano (African Entertainment Awards –AEA/USA),cuja gala este ano realizar-se-á no dia 21 de Outubro em Nova Jérsia, recolhe informações em Angola sobre os artistas nacionais, com vista a seleccionar entre os criadores e as organizações não governamentais quem vai concorrer em 20 das 21 categorias em disputa.

Dominic Tamin, de nacionalidade norte-americana, que esteve recentemente em Angola a promover o AEA/USA nos meios de comunicação social, tomou contacto com cantores, produtores de espectáculos e associações de solidariedade que demonstram melhores condições de representar o país, sob orientação da representante da região dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). O presidente do AEA/USA defende a escolha dos artistas que mais se destacaram de Novembro de 2016 ao mês em curso e que nesse período conquistaram um número significativo de seguidores nas redes sociais.
A reacção dos internautas pelos trabalhos, a qualidade das obras gravadas e publicadas nas plataformas digitais e as digressões efectuadas são igualmente critérios para a selecção dos criadores.
Os agentes culturais que promoveram o maior número de espectáculos e as associações ou ONG que continuam a apoiar os desfavorecidos têm maior probabilidade de ser escolhidos.
A coordenadora do AEA/USA nos PALOP, Nilza Lima, disse que a internacionalização da música angolana em África e no mundo continua a ser o objectivo da participação dos artistas nacionais neste concurso.

Tempo

Multimédia