Organização prima por maior abrangência


16 de Setembro, 2014

Fotografia: Domingos Cadência |

A organização da Feira do Artesanato do Dondo informou, ontem, que tem todas as condições criadas para realizar uma actividade mais abrangente e inclusiva para os criadores angolanos.

Além deste propósito, a organização está também a mobilizar 25 guias turísticos, para acompanharem os turistas nacionais e estrangeiros, interessados em conhecer mais as potencialidades histórico-culturais do município de Cambambe, durante a realização da feira, que decorre de 18 a 20.
O responsável pelo sector da Cultura de Cambambe, Ginilson da Costa, disse que os guias, na sua maioria jovens, foram seleccionados mediante um critério de avaliação criado pela administração municipal. A maioria, disse, são estudantes do curso médio de Geografia e História. Aos guias, explicou, cabe a missão de acompanharem os visitantes para os diferentes pontos turísticos da localidade, prestar informações sobre os mesmos e apresentar os diferentes locais históricos existentes no Dondo, de Cambambe e de Massangano, municípios onde se encontram grande parte do acervo cultural da província.
À semelhança dos anos anteriores, adiantou, os candidatos foram submetidos a várias sessões de treino. Ginilson da Costa disse que a feira já se tornou uma referência para a província, a julgar pelo interesse dos visitantes, que com alguma regularidade vão ao município em busca de informações de interesse académico.
A par das informações já disponíveis sobre a importância do corredor fluvial do Cuanza, no contexto socioeconómico, histórico e cultural de Angola, Ginilson da Costa adiantou que a organização pretende agora activar a navegabilidade do rio em toda sua extensão.
A Feira do Artesanato do Dondo é uma actividade organizada anualmente pelo Ministério da Cultura, em parceria com o governo do Cuanza Norte, que junta diversos criadores para a promoção e o resgate das artes.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA