Cultura

Órgãos sociais do “Pro-Cult” tomam posse

Os órgãos sociais da Organização Não Governamental (ONG), de natureza cultural multidimensional, denominada “Pro-Cult Angola”, tomam posse, hoje, às 17h00, na galeria Talatona Art, no Shopping Talatona, na capital.

Fotografia: Dr

Com sede em Luanda e representantes no Brasil, Espanha, França, Itália, Portugal, Turquia e Estados Unidos, a “Pro-Cult Angola” tem como presidente o músico e compositor Belmiro Carlos (Nito), presidente da mesa da assembleia-geral o dramaturgo Africano Kangombe, presidente do conselho fiscal o pintor Bastos Galiano e directora executiva a arquitecta Ana Blackman Taylor.
A “Pro-Cult Angola” é uma ONG dedicada à prestação de serviços de intermediação destinados a promover o surgimento e o crescimento de incentivos ao investimento privado no sector da cultura em Angola, para além do angariamento de fundos no interior e exterior e de serviços de consultoria, agenciamento, marketing e gestão de projectos próprios e de terceiros.
Segundo um comunicado de imprensa, o projecto “foi criado para, no âmbito do exercício colectivo da cidadania, encorajar e apoiar o Estado, para que em Angola, sejam também promovidas iniciativas, sistemas e mecanismos de financiamento à iniciativa privada”.

Tempo

Multimédia