“Oshikwanhama” chega à cidade do Lubango


30 de Agosto, 2016

Um dicionário de nomes Oshikwanhama, da autoria da jornalista e escritora Cecília Ndanhakukwa “Pandeinge”, foi apresentado na  cidade do Lubango, capital da  Huíla, no fim-de-semana.

A obra contém 97 páginas, nove capítulos, dos quais “Nomes próprios ou nomes de pessoas antropónimos”, “Provérbios, contos e ditados”, “Nomes de objectos”, “Nomes de bebidas”, “Frutas silvestres”, “Festas” e “Nomes de localidades ou lugares-toponímia”.
O dicionário dispõe de 500 nomes em Oshikwanyama traduzidos para português. De acordo com a autora, a intenção é despertar a sociedade sobre a importância e a valorização das línguas nacionais e em particular dos povos da província do Cunene, a sua terra natal.
A autora considerou a obra como um contributo para o enriquecimento bibliográfico da comunidade académica, e não só, dada a originalidade dos nomes, dos locais históricos em kwanhama traduzidas em português, calendários e festas da região do sul do país.
O livro foi editado e produzido em Julho, pela Mayamba Editora, e numa primeira fase foram extraídos dois mil exemplares, cujo lançamento teve lugar  em Ondjiva, capital da província do Cunene. Segundo a autora, foram oito anos de preparação, que teve iniciou com a recolha, escrita e tradução, que contou com apoio de alguns linguistas, entidades tradicionais, eclesiásticas, entre outras individualidades.
 Esta é a sua segunda obra, depois de ter lançado “Insónias Líricas”, em 2002.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA