Países de língua portuguesa financiam documentários


3 de Junho, 2015

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) apresentou, em Lisboa, um Programa de Fomento à Produção e Difusão de Conteúdos Audiovisuais que visa aumentar o intercâmbio cultural entre os nove membros e o respectivo conhecimento mútuo.

O coordenador da unidade técnica de execução do Programa de Fomento à Produção e Difusão de Conteúdos Audiovisuais, Mario Borgneth, disse que são lançados ainda este ano concursos nacionais em todos os Estados membros  para a selecção de projectos  de documentário e ficção, produzidos em 2016 e em 2017 disponíveis para exibição em todas as televisões públicas desses países.
Anunciado após uma oficina de planeamento executivo que decorreu em Lisboa, o Programa CPLP Audiovisual  conta com um orçamento de cerca de 3,27 milhões de dólares e tem a coordenação executiva da CPLP, do Instituto do Cinema de Portugal e da Secretaria dos Audiovisuais do Ministério da Cultura do Brasil. “Este é um programa que integra políticas públicas de fomento à actividade audiovisual nos nove Estados membros no campo dos documentários e dos telefilmes de ficção”, explicou Mario Borgneth.
“Ele pressupõe a realização de concursos nacionais que vão seleccionar projectos a serem produzidos nesses dois géneros em cada um dos países membros, e tudo isso é coordenado pela rede CPLP audiovisual, que é uma instância que o projecto criou, que é formada pelas televisões públicas e pelas autoridades audiovisuais de todos os Estados membros”, prosseguiu.
O coordenador precisou que “os concursos nacionais vão ser lançados em todos os Estados membros na primeira semana de Agosto, depois do lançamento mundial deste programa, na última semana de Julho, em Díli, em Timor-Leste”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA