Paris e Madrid salvam cinema


14 de Fevereiro, 2015

Os bons resultados do cinema francês e a mudança espectacular da tendência em Espanha permitiram que a frequência do público nas salas de cinema experimentasse um pequeno aumento de 0,6 por cento na União Europeia no último ano, informou o Observatório Europeu de Audiovisual.


O aumento é de 7,7 por cento na França, com 208,4 milhões de entradas vendidas, e de 13,6 por cento na Espanha (87,4 milhões de entradas), país que registou em 2013 pior resultado em anos de vendas, com 77 milhões de entradas vendidas.
Assim como em 2013, dois terços dos mercados da União Europeia registaram uma queda na frequência, indicou ontem o Observatório, que depende do Conselho da Europa.
As quedas mais pronunciadas ocorreram na Alemanha, Reino Unido e Itália. Fora da União Europeia, a Rússia confirmou a sua posição como o segundo maior mercado europeu em termos de rendimentos, com 175 milhões de entradas vendidas.
O Observatório Europeu do Audiovisual (OEA) é um centro exclusivo de recolha e divulgação de informação sobre a indústria audiovisual na Europa. Foi instituído em 1992 e faz parte do Conselho da Europa, cuja sede é em Estrasburgo, França.
O Observatório Europeu do Audiovisual tem 40 Estados-membros. A União Europeia, representada pela Comissão Europeia, é também membro. Os membros do Observatório estão representados no seio do seu Conselho Executivo, que se reúne duas vezes por ano para adoptar o plano de acção e aprovar o orçamento do Observatório. Os representantes do Conselho Executivo operam no domínio da política cultural e audiovisual.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA