Museu do Louvre leva o Islão a Marrocos


22 de Março, 2015

Fotografia: Reuters

A História do iIlão está patente até Abril,no Museu Mohammed VI, Rabat, na mostra “Le Maroc Médiéval, Un Empire de l’Afrique à l’Espagne”, que já recebeu 80 mil visitantes.

A exposição, que veio do Museu do Louvre, Paris, reúne 220 peças que inventariam cinco séculos de História e várias dinastias, que lembram que houve e há um “Islão esclarecido”, celebrado do Levante à Europa ocidental entre os séculos XI e XV, e dono de todo um património arqueológico e artístico.
A exposição patente agora na capital de Marrocos, configura um inusitado encontro do público daquele país com o seu próprio passado patrimonial, nalguns casos recolhido fora do actual território.  Ao todo, 88 instituições de 15 países cederam obras para “Le Maroc Médiéval”, noticiou o jornal “Le Monde”.
“Durante dois anos, objectos de cerâmica, manuscritos, têxteis, maquetas de edifícios dos sucessivos impérios e califados de Marrocos foram recenseados, procurados, limpos e transportados, primeiro para Paris, onde a exposição ocupou uma ala do Louvre no final de 2014, e agora para Rabat, onde é considerado o segundo maior acontecimento do museu com o qual o Governo de Marrocos quis relançar a declarada aposta na valorização do património nacional”, sublinhou o jornal. “Le Maroc Médiéval” sucede, no Museu Mohammed VI, a “1914-2014: Cent Ans de Création”, que reuniu quatro centenas de peças de 150 artistas marroquinos e dá seguimento à abertura no Louvre, ainda em 2012, de um novo departamento de Artes do Islão. 
O rei Mohammed VI financiou a exposição com 15 milhões de euros.  “Queremos lembrar que existe um islão ocidental e mostrar a sua diversidade”, disse o presidente do Louvre, Jean-Luc Martinez, que realçou que estas peças representam “a Idade do Ouro da civilização muçulmana” do Norte de África e do Sudoeste da Europa.
Para Mehdi Qotbi, actual presidente da recém-criada Fundação de Museus do Marrocos, a abertura de uma exposição como esta no estado mais ocidental do islão é uma resposta à altura do passado de diversidade cultural do país.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA