Museus abertos todos os dias


29 de Outubro, 2014

Fotografia: AFP

O Presidente francês disse que “os grandes museus são um meio de influência” e devem estar abertos sete dias por semana.

François Hollande, que visitou, em Paris, o Museu Picasso, reaberto recentemente ao público após cinco anos de obras de renovação, afirmou que “nenhum visitante deve encontrar a porta fechada um dia da semana.
O Chefe de Estado francês manifestou a opinião ao discursar no Hotel Salé, um palacete do século XVII, no bairro de Marais que acolhe o espólio de cinco mil obras de Picasso, que passou grande parte da vida em França. O Presidente sublinhou que a influência de um país como a França se deve à sua História, à força dos seus valores, mas também “à excelência dos investigadores, ao dinamismo dos empresários, à cultura e à criação”.
A França, prosseguiu François Hollande, é “um país de grandes museus” e as suas obras devem circular e estar disponíveis para serem contempladas pelos turistas “que têm tempo limitado”.
O novo director do museu, Laurent Le Bon, referiu que o seu funcionamento diário é possível apenas “em 2016 ou 2017”.
 O museu, situado numa mansão do século XVII no bairro de Marais, abriga uma das maiores coleções do mundo do trabalho de Picasso. A reabertura ocorreu no sábado, dia 25, data de aniversário do artista, que nasceu em Málaga, na Espanha, em 1881, mas passou a maior parte da sua vida na França, até a sua morte, em 1973.  
A renovação do museu, lar de mais de 5.000 pinturas, esculturas, gravuras e arquivos pessoais de Picasso. Considerado um dos mais influentes artistas do século XX, Picasso é conhecido por ser um dos fundadores do cubismo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA