Cultura

Paul McCartney e Sony ATV Music chegam a acordo

O cantor e compositor britânico Paul McCartney chegou a acordo com a Sony ATV Music no caso que opunha as duas partes em relação aos direitos sobre o catálogo dos Beatles, pondo fim a uma disputa antiga.

Fotografia: afp

A empresa discográfica ficou com os direitos de grande parte do catálogo da banda de Liverpool com a fusão da ATV com a Sony, em 1995, tendo Paul McCartney pretendido recuperar a propriedade de títulos compostos, na maioria, por si ou com John Lennon, com base na lei norte-americana de direitos de autor de 1976. O texto legal prevê que os artistas possam recuperar os direitos das suas obras 35 anos após a primeira publicação ou 56 anos para criações anteriores a 1978. No próximo ano cumprir-se-ão 56 anos desde que
os Beatles lançaram o primeiro álbum. O acordo amigável entre as duas partes é confidencial e o juiz do tribunal de Nova Iorque ordenou a anulação do processo, de acordo com um documento datado da semana passada. Em Janeiro, Paul McCartney comunicou à Sony ATV, uma das maiores editoras de música do Mundo, que queria recuperar os direitos de autor dos êxitos que compôs com os Beatles entre 1962 e 1971.

Tempo

Multimédia