Cultura

Paulo Jazz mostra quadros na Galeria Lima Pimentel

Ao todo, 97 obras do artista plástico Paulo Jazz estão expostas desde quinta-feira, na Galeria Hall de Lima Pimentel, em Luanda, com o título genérico “O Anjo Colorido”.

Artista plástico apresenta algumas criações inéditas produzidas há mais de duas décadas
Fotografia: Amadora de Gildo Comanzala | Angop

As obras, que vão estar patentes até ao dia 2 de De-zembro, fazem parte de um conjunto de 147 obras concebidas há mais de duas décadas (algumas já expostas e outras inéditas).
As mesmas foram pintadas a óleo, acrílico e aguarela. Quadros em tela e desenhos em papel e cartão fazem parte do conjunto das obras, onde o ocre e castanho são as cores que mais predominam.
A mostra, uma iniciativa do gestor da galeria e coleccionador Nuno de Lima Pi-mentel, tem como finalidade homenagear Paulo Jazz, de 61 anos, pelo seu percurso artístico e o contributo que tem dado às artes plásticas.
Paulo Jazz  agradeceu a iniciativa de Nuno de Lima Pimentel que muito tem feito em prol da dinamização das artes plásticas e dos criadores.
Na ocasião, o embaixador da Suécia em Angola, Lennart  Killander Larsson, mostrou-se impressionado pelas obras da mostra de arte “O Anjo Colorido”.
“Fiquei muito impressionado pelas obras dele. Realmente, têm muita expressão. Estou muito satisfeito com o jeito que tem  e pela forma como fala através da linguagem da pintura”, asseverou.
Paulo Jazz, natural de Lu-anda e co-fundador da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), é detentor de vários prémios, entre os quais, o de Artes Plásticas do Centro In-ternacional das Civilizações Bantu (CICIBA), em 1987. Em 2016, celebrou os 50 anos de pintura.

Tempo

Multimédia