Cultura

Paulo Jazz vira “Anjo Colorido”

Vários trabalhos do artista plástico Paulo Jazz são expostos a partir de hoje, às 18h, na Galeria de Arte Hall de Lima Pimentel, na rua Dr. Américo Boavida. 

Fotografia: DR

A exposição, com o título “Anjo Colorido”  fica patente até 2 de Dezembro. Trata-se de uma mostra com mais de cem obras do artista ao cuidado da galeria, cujo patrono é o destacado mecenas Nuno de Lima Pimentel.
A galeria informa que a exposição “é composta por intervenções formais e informais entre quadros em tela, desenhos em carvão e acrílico, papelão e madeira. Todas as peças foram adquiridas em momentos de convívio entre o artista e o coleccionador no decorrer dos anos 1980, 90 e 2000.
A historiadora Isilda Hurts, na condição de curadora da exposição, refere que “o génio criativo de Paulo Jazz faz dele uma figura de destaque no panorama das artes plásticas angolanas”.
Paulo Jazz é co-fundador da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP). Destaca-se por ser detentor de  vários prémios, dentre os quais o de artes plásticas do Centro Internacional das Civilizações Bantu (CICIBA), em 1987. Em 1992, participou na Expo Universal de Sevilha, em Espanha, com grande destaque.
Seguiram-se outras exposições internacionais, nomeadamente no Museu das Artes de Óbidos, Portugal, no Brasil e no Museu Josef Broz Tito, na Jugoslávia. 

 

 

Tempo

Multimédia