Paz e diálogo nacionais debatidos em São Paulo


13 de Agosto, 2016

O docente universitário Patrício Batsîkama promoveu quinta-feira, no estado brasileiro  de São Paulo, um debate sobre a paz e diálogo em torno dos livros de sua autoria “Simão Toko.

O nacionalista da paz” e “José Eduardo dos Santos e a ideia de nação angolana”, a convite da Editora Cultura. 
O docente universitário, que se encontra no Brasil desde segunda-feira, falou, em São Paulo, para estudantes de três turmas do Colégio Sérgio Buarque de Holanda, onde apresentou a História da África, com realce para   a de Angola.
Explicou aos estudantes que se estão a preparar para o vestibular a importância do diálogo na construção da paz, tendo apresentado dois exemplos explicativos. “A construção da sociedade brasileira, a partir da diversidade cultural, é um dever histórico que cada brasileiro deve cultivar por via do diálogo e aceitação do outro”.
O segundo exemplo consistiu na paz em Angola, onde o docente se serviu do profeta Simão Toko e do político José Eduardo dos Santos, pois como disse  “a paz é uma construção conquistada depois de longos anos de desentendimento e de ingerência externa nos assuntos internos de Angola.”
Durante a sua estada em São Paulo, Patrício Batsîkama visitou o candomblé e a casa de Tata Kewala Simbe, que reconheceu o valor cultural e a missão social na construção do diálogo brasileiro. “Interessa-me estar em contacto com essa cultura milenar que Mbanza Congo precisa como património da humanidade.”
O pesquisador visitou, ainda, o Centro de Estudos Africanos da Universidade de São Paulo (USP) e, num conversa com a directora Margariga Petter e a plateia, falou de Simão Toko, respondendo às pertinentes perguntas da doutoranda Helena Wakim Morena sobre a integridade moral e o nacionalismo do profeta. O professor Emerson Mathias levantou o problema de Simão Toko como homem político e realçou as teorias de Max Weber.
O autor foi convidado pelo editor da Casa  de Cultura, André Vasconcelos, a apresentar o livro “José Eduardo dos Santos e a ideia de nação angolana” na Bienal de Livro de São Paulo, a realizar-se de  29 de Agosto a 3 de Setembro.  Patrício Batsîkama vai apresentar uma comunicação no dia 24 de Agosto do corrente sobre os dois livros, na Mediateca de Luanda.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA