Peça de teatro do Pitabel narra choque de culturas

Manuel Albano |
29 de Julho, 2016

“O Preço do Fato” é a proposta do grupo Pitabel para amanhã, na Centralidade do Kilamba, onde apresenta a peça às 20 horas, no Instituto Superior de Artes, no âmbito do Circuito Internacional de Teatro (CIT).

No espectáculo, o grupo de teatro demonstra as consequências do choque de culturas, através da história de Cristina, uma jovem natural de Mbanza Congo, que cresce em Luanda e vê a sua relação amorosa em risco devido à tradição.
“O Preço do Fato” mostra a riqueza e a diversidade cultural de regiões do Norte de Angola, ainda assentes no conservadorismo. A peça foi apresentada nos Festivais InterNacionais de Teatro de Mindelo (Mindelact), em Cabo Verde, e de Língua Portuguesa, no Brasil.
Na sua longa carreira, a companhia de teatro Pitabel recebeu várias distinções, com destaque para o Prémio Nacional de Cultura e Artes, em 2010. Constituído por 15 elementos, tem no seu repertório, entre outras, as peças “De Quem é a Culpa” e “Missosso”, adaptada do livro homónimo de Óscar Ribas.

Miragens actua no Kilamba

O grupo de teatro Miragens apresenta a peça “Louco por Mulheres”, um drama de José Silveiro “Chetas”, no domingo, às 20 horas, no Instituto Superior de Artes. A peça é inspirada na alienação de fiéis de seitas religiosas e aborda outros temas sociais, como o desemprego e a exploração sexual de menores.
A peça integra várias histórias do quotidiano relacionadas com estes temas, assim como o assédio sexual dentro das seitas religiosas.
Fundado no dia 7 de Junho de 1995, na Paróquia de São Luís, em Luanda, o Colectivo Miragens utiliza o teatro para consciencializar o público com base em trabalhos de pesquisa sobre a História de Angola. O grupo conquistou o prémio Cidade de Luanda, com “As Faces de Luanda”, e o de Cultura e Artes, em 2009.

Mesa-redonda


“O processo de criação artística” é o tema de uma mesa-redonda marcada para hoje, às 15 horas, no Instituto Superior de Artes, em Luanda.
“A adaptação de textos dos escritores de teatro”, “O crescimento do teatro em Angola”, “Os conteúdos” e “O processo de criação artística para o desenvolvimento das artes cénicas” são alguns dos temas em análise.
O Circuito Internacional de Teatro inclui a apresentação de espectáculos todos os fins-de-semana e decorre até 17 de Setembro, na Centralidade do Kilamba. A primeira edição do Circuito Internacional de Teatro arrancou no passado dia 1, no Instituto Superior de Artes (Isartes), na Centralidade do Kilamba, em Luanda.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA