Cultura

Peça de teatro "Uiji Uijia" exibida no palco da Trienal

“Uiji Uijia” é título da peça de teatro que a companhia Etu Lene apresenta hoje, às 20 horas, no palco Ngola do Palácio de Ferro, sede da III Trienal de Luanda. O enredo aborda casos da vida quotidiana nas zonas rurais e urbanas.

Dirigida por Marcelina Afonso, a peça encenada por Beto Cassua traz à tona a história de uma quitandeira que comercializa kimbombo, uma bebida fermentada feita de milho ou arroz. O filho da quitandeira, percebendo que o negócio da sua progenitora não gerava lucros, procurou um kimbanda que fez com que fosse a bebida de eleição da zona, trazendo como consequência uma gravidez à mãe, que há mais de 20 anos não se envolvia com homem algum.
Os actores Avelino Viegas (Velho Mbaxi), Márcia Ramos (Ngongo), António de Oliveira (Ualata), Graciete de Jesus, Adão José, Domingos Oliveira (Dya Mbaku), Eva, Raquel José, Luana, Maria Kiosa, Titã e Eduardo dão corpo à criação do encenador Beto Cassua, inspirada numa crónica do jornalista Pereira Dinis.
O Etu Lene foi fundado a 26 de Abril de 1993, na capela de São Luís, por iniciativa de Beto Cassua. No início, as peças tinham carácter religioso, o que era bastante aplaudido pela comunidade. Com a peça “Uiji Uijia”, de 1995, o grupo começou a ganhar notoriedade junto dos apreciadores de teatro, tendo nesse ano conquistado o segundo lugar no Festeatro, na fase provincial e nacional, respectivamente.
A peça ganhou o Prémio Nacional de Cultura e Artes 2002 e representou Angola no Festival de Teatro da Cidade de Almada (Portugal) no ano seguinte.

Regresso do Nguami Maka

O grupo tradicional Nguami Maka volta a actuar hoje, às 16 horas, no palco Axiluanda do Palácio de Ferro, depois de ter participado na abertura da III Trienal de Luanda, que visa promover a música angolana.
O grupo sobe ao palco com Jorge Mulumba (hungo, puíta, quissanje e voz), Francisco Fernando (tambor solo), Paulo Roma (tambor baixo), João Eliseu (dikanza) e Pascoal Caminha (mukindo).
“Ngongo”, “Pango Dia Penha”, “Ngade Nzoji”, “Tcha Ku Parica”, “Pekenina”, “Man Firmino” e “Nga Kuambela” fazem parte do vasto reportório do grupo.

Tempo

Multimédia